Ir para o conteúdo

Abertura da Campanha da Fraternidade 2024 ocorre em Manaus na quarta-feira

Celebração será realizada no Largo São Sebastião, a partir das 8h

"Despertar para o valor e a beleza da fraternidade humana, promovendo e fortalecendo os vínculos da amizade social, para que, em Jesus Cristo, a paz seja realidade entre todas as pessoas e povos”, esse é o objetivo geral da Campanha da Fraternidade 2024, inspirada na Encíclica do Papa Francisco, Fratelli Tutti, trazendo reflexões a partir do tema “Fraternidade e Amizade Social” e o lema “Vós sois todos irmãos e irmãs” (Mt. 23, 8). Em Manaus, a abertura acontece no dia 14 de fevereiro, com uma celebração a ser realizada no Largo São Sebastião, a partir das 8h, com a presença de representantes de diversos segmentos da sociedade que muitas vezes sofrem discriminação, como mulheres, idosos, negros, povos indígenas, povos de matriz africana, dentre outros.

Neste ano, a Campanha da Fraternidade completa 60 anos e nos propõe um caminho de acolhida e amizade fraterna, empatia pelos que parecem diferentes ou de pensamentos e ideologias divergentes e que por isso sofrem discriminação, exclusão, violência verbal e física, dentre outros. Com a temática proposta, deseja-se que a promoção da amizade possa ser uma solução para um mundo que se mostra cada vez mais excludente e violento.

Conforme destaca o arcebispo Cardeal Leonardo Steiner, a ‘Amizade Social’ tem como foco a fraternidade. “Esse respeito, essa convivência harmônica na diferença, essa confiança que nós temos nas pessoas, esse espaço onde podemos dialogar, onde podemos dizer o que sentimos e podemos expor as nossas aflições. A amizade ela acolhe, a amizade reconcilia, a amizade sempre, de novo, fortalece e encaminha na vida. Esse é o fundamento da fraternidade e o Papa Francisco aborda essa questão ‘Todos somos irmãos’ “, explica o cardeal.

Abertura

A partir das 8h, do dia 14 de fevereiro (quarta-feira de Cinzas) vai haver um momento de acolhida, animação e depois inicia a celebração com a presença do bispo auxiliar Dom Tadeu e toda a comissão organizadora. Haverá um gesto concreto, com pessoas ao redor de uma mesa vivendo a comunhão e a amizade, demonstrando que é possível superar os preconceitos, a indiferença.

Ao longo da Quaresma, 40 dias que precedem a Páscoa, deseja-se trabalhar este tema em todas as comunidades da Arquidiocese de Manaus, para que haja uma reflexão sobre as atitudes que excluem e provocam reações violentas, para que haja um conversão e mudança de mentalidade e de atitudes, visando promover uma amizade social, onde se possa disseminar o amor, a paz, o perdão e a acolhida

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes