Ir para o conteúdo

Aleam terá posto de coleta de água potável para o Rio Grande do Sul

As doações poderão ser entregues até o dia 14 de maio. As arrecadações serão enviadas por via aérea

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) se mobiliza para ajudar a população do Rio Grande de Sul, que enfrenta um desastre ambiental sem precedentes. O presidente da Casa, deputado estadual Roberto Cidade (UB), anunciou durante o Pequeno Expediente desta terça-feira, 7/5, que a sede do Parlamento Estadual será, até o próximo dia 14, um posto de coleta de água potável.

“O sofrimento dos nossos irmãos do Rio Grande do Sul comove a todos e, diante do racionamento de água, que já atinge 85% dos moradores de Porto Alegre, a Assembleia Legislativa do Amazonas se mobiliza. De hoje até o próximo dia 14 estaremos com um posto de coleta nesta Casa e, em seguida, enviaremos toda a arrecadação de água potável por via aérea. Estamos articulando com as companhias aéreas que estão fazendo o transporte gratuitamente e também com a Base Aérea de Manaus. Que nossa solidariedade possa se somar a tantas outras contribuições e que possamos amenizar esse momento de tanta tristeza para o povo gaúcho”, declarou.

O presidente lembrou que o foco é a água potável, mas o posto está aberto para receber outros tipos de doações. A operacionalização da campanha ficará a cargo da Diretoria de Assistência Social, que receberá as contribuições no hall Francisco de Queiroz, na entrada do prédio principal do Poder Legislativo.

Segundo a diretora Karla Stald, a mobilização deve alcançar servidores e seus familiares, mas é extensivo à população em geral.

“Estaremos aqui de portas abertas recebendo doações até a próxima segunda-feira. Além da água potável, quem quiser pode doar também roupas, itens de higiene, fraldas, roupas íntimas novas, alimentos não perecíveis, roupas de cama e banho, ração animal, que são os itens mais pedidos pelas autoridades gaúchas, neste momento”, explicou a diretora.

Durante a sessão plenária, o deputado presidente apresentou, ainda, uma Moção de Solidariedade à população do Rio Grande do Sul. “Além de ajudar, efetivamente, com o envio de doações, esta Casa também presta solidariedade por meio de uma moção aos gaúchos. Peço aos nobres deputados que a moção, oriunda do nosso gabinete, seja assinada de forma conjunta para que todos nós possamos, juntos, prestar a nossa solidariedade”, disse.

Na abertura dos trabalhos parlamentares desta terça-feira, foi feito um minuto de silêncio em memória das vítimas fatais da tragédia no Rio Grande do Sul.

Números da tragédia

As fortes chuvas que afetam o Rio Grande do Sul desde a semana passada já afetam 1,3 milhão de pessoas e provocaram 90 mortes. Mais de 155 mil gaúchos estão desalojados e outros 48 mil estão em abrigos, de acordo com o último boletim da Defesa Civil.

Ainda conforme o boletim, divulgado nesta terça, 132 pessoas estão desaparecidas e 361 feridas. Cerca de 650 mil pessoas estão sem abastecimento de água e ao menos 451 mil pontos do Estado estão sem energia elétrica.

Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes