Ir para o conteúdo

Amazonense é preso suspeito de causar incêndio criminoso em Londres

Sete policiais e seis moradores precisaram ser levados ao hospital. Veja o vídeo.

Wesley Guilherme Farias

Wesley Guilherme Farias, de 25 anos, natural de Eirunepé, no interior do Amazonas, foi detido desde o dia 3 de março em Londres, suspeito de ter causado um incêndio que teria começado no seu apartamento localizado em um prédio residencial de Kensington, uma das áreas mais nobres da capital do Reino Unido.O jovem residia na cidade britânica há aproximadamente quatro anos.

A polícia britânica não detalhou sobre o caso, mas sete policiais e seis moradores precisaram ser levados ao hospital devido à inalação da fumaça. Por causa do incêndio 160 moradores da propriedade e das redondezas precisaram ser deslocados para locais seguros.

Wesley Guilherme Farias foi acusado do crime de incêndio criminoso com a intenção de colocar a vida em risco. Enquanto aguarda o início do julgamento, ele permanece detido. A previsão é de que o caso seja julgado no dia 3 de abril, na Isleworth Crown Court. A motivação para o crime ainda não foi divulgada.

A família do suspeito que reside em Eirunepé, disse que um dos amigos dele afirmou que o Wesley falou para polícia que o incêndio não foi proposital.

Em nota, o Ministério das Relações Exteriores afirmou que, através do Consulado-Geral do Brasil em Londres, está à disposição para prestar a assistência consular necessária ao cidadão brasileiro.

Publicidade TCE
Publicidade CIESA
Publicidade UEA

Mais Recentes