Ir para o conteúdo

Braço direito do mandante das mortes de Bruno e Dom é transferido para Manaus

A transferência ocorreu na noite de domingo (21). Nesta segunda-feira (22), ele realizou exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML).

Jânio Freitas de Souza foi preso no dia 18 de janeiro - Foto: Divulgação

Jânio Freitas de Souza, apontado como braço direito do mandante os assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, foi transferido para a sede da Polícia Federal em Manaus. A transferência ocorreu na noite de domingo (21). Nesta segunda-feira (22), ele realizou exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com a PF, o homem será indiciado pelo duplo homicídio e por ocultação de cadáveres. Ele foi preso pelo crime no dia 18 de janeiro, em Tabatinga (a 1.108 quilômetros da capital) e já estava cumprindo regime semiaberto há três meses por pesca ilegal.

A PF informou que também solicitou a transferência de Ruben Dário da Silva Villar, o ‘’Colômbia’’, mandante dos assassinatos, por conta do risco de fuga e risco à integridade física e psíquica dos investigados.

Colômbia foi preso por falsificação de documentos de identidade, bem como por ser chefe de uma organização criminosa transnacional armada.

Além deles, outros investigados pelo crime ainda devem ser transferidos para presídio federal, mas a PF não divulgou nomes.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes