Ir para o conteúdo

‘Casa Manauara’ atenderá mais de 17 mil famílias nos próximos quatro anos

Desde sua implementação, o “Casa Manauara” já entregou 35 casas recuperadas

O maior programa habitacional da gestão municipal, o “Casa Manauara”, irá atender mais de 17 mil famílias de baixa renda nos próximos quatro anos. Com investimento previsto de R$ 100 milhões, o programa inédito da Prefeitura de Manaus, executado por meio da Secretaria de Habitação e Assuntos Fundiários (Semhaf), será aplicado em residências que se encontram em condições precárias, com o objetivo de oferecer dignidade de moradia e melhorar a qualidade de vida dos habitantes de diferentes bairros da capital amazonense.

Desde sua implementação, o “Casa Manauara” já entregou 35 casas recuperadas. Cada casa reformada recebe um investimento em melhorias de até R$ 27 mil por unidade, com intuito de beneficiar aproximadamente quatro mil famílias ainda este ano. Entre as melhorias realizadas estão inclusas, a cobertura da casa, pintura, forro, além da parte elétrica e banheiro, conforme a necessidade de cada família.

Em dezembro do ano passado, as entregas iniciaram contemplando famílias de baixa renda em assentamentos urbanos em fase de regularização fundiária nos bairros Colônia Antônio Aleixo, Puraquequara e São José, ambos na zona Leste da cidade.

O prefeito de Manaus, David Almeida, afirma que o programa “Casa Manauara” melhora a qualidade de vida das famílias que, por falta de recursos, não conseguiram finalizar a obra da construção de seus lares e por isso vivem em condições precárias.

“Estamos entregando políticas públicas que melhoram a vida das pessoas. Esses manauaras serão beneficiados com o reparo da sua casa, com a recuperação de banheiro, de fiação elétrica, pinturas, e é dessa forma que a prefeitura trabalha para dar uma melhor qualidade de vida ao povo da nossa cidade. Esse programa está resgatando a dignidade e a autoestima dessas pessoas”, afirma Almeida.

‘Manaus Legal’

O programa “Casa Manauara” prevê a realização de reformas, ampliações e outras intervenções de melhoria em unidades habitacionais classificadas como de “interesse social” em diversas zonas da capital.

Nessa primeira fase, os bairros que estão sendo realizados os levantamentos socioeconômicos das famílias que serão atendidas são: Colônia Antônio Aleixo, Puraquequara e Zumbi dos Palmares, onde também estará sendo aplicado o programa “Manaus Legal”, de regularização fundiária, a partir do qual serão selecionados os imóveis para as reformas.

Com os novos programas habitacionais lançados para reforma e construção de unidades habitacionais, a gestão municipal prevê o crescimento do setor da construção civil na capital com a geração de 55 mil empregos diretos e indiretos e investimentos que ultrapassam R$ 1 bilhão.

“Estamos implementando o maior programa habitacional da história de Manaus, realizando o sonho da casa própria, da casa reformada a milhares de famílias e ainda gerando emprego”, concluiu David Almeida.

Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes