Ir para o conteúdo

"Culhão" é preso por estupros e roubos em Manaus

A prisão foi efetuada no bairro Jorge Teixeira, zona leste, após recebimento de denúncias

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), prendeu, na quinta-feira (04/01), um homem, 45, que estava sendo procurado pelos crimes de estupro e roubo, estupro qualificado. A prisão foi efetuada no bairro Jorge Teixeira, zona leste, após recebimento de denúncias.

Durante coletiva de imprensa, o delegado Paulo Benelli, adjunto da unidade especializada, enfatizou que a apresentação da resolução deste caso é uma resposta à sociedade, tendo em vista que a imagem do indivíduo foi amplamente divulgada como procurado no dia 14 de dezembro de 2023.

“No momento da divulgação, a delegada Joyce Coelho, titular da Depca, informou sobre a periculosidade deste indivíduo, que tinha dois mandados de prisão preventiva, uma sentença condenatória e uma fuga do sistema prisional. As investigações em torno deste infrator iniciaram em novembro deste ano, quando a filha dele, de 15 anos, compareceu à delegacia e relatou que ele a estuprava desde os seus 13 anos”, disse.

Conforme o delegado, o homem tem um longo histórico criminal, portanto a filha não seria a única vítima. Em 2016, ele roubou os pertences de uma vítima, que tinha 17 na época, e a estuprou. Já no ano seguinte, em 2017, ele estuprou outra vítima de 17 anos em Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus).

“É importante pontuar que no dia 12 de dezembro fizemos uma operação policial para realizar a prisão desse criminoso, entretanto, ele furou o cerco por uma área de mata e fugiu. Todavia, graças ao apoio da população, que realizou as denúncias e apontou onde ele poderia estar, conseguimos realizar a sua prisão na data de ontem. No momento da abordagem, ele também tentou escapar, adentrando em um motel no bairro Jorge Teixeira, mas desta vez o capturamos com êxito”, detalhou.

Segundo o adjunto da Depca, ainda está sendo feito o levantamento de quantas vítimas dos crimes sexuais praticados pelo infrator, por isso é essencial que a população o reconheça e continue denunciando, por meio do número (92) 99115-1284, disque-denúncia da Depca.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes