Ir para o conteúdo

Dia do Trabalhador: Indústrias buscam capacitar times em novas tecnologias

INDT Tech Training tem recebido solicitações para a capacitação de times no ambiente fabril e já conta com uma turma de Eletrônica 4.0.

O gerente de Projetos Educacionais do INDT, Antonio Maués

Arquiteto de Redes, Engenheiro de Software, cientista de dados, especialista em inteligência artificial. Não foi só o ambiente de trabalho que mudou com as novas tecnologias, o perfil do trabalhador também ganhou novas funções e profissões e o cenário da indústria 4.0 está atento a essas transformações.

O INDT Tech Training, braço da educação corporativa do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT), tem recebido propostas de capacitação e já está em curso a primeira turma de Eletrônica 4.0 em parceria com a Foxconn e articulação da Sustentec. Serão três turmas formadas até o final deste ano e já há proposta de novas capacitações para outras indústrias.

"Estamos percebendo esta necessidade de capacitação dentro das próprias indústrias que, além de projetos, nos solicitam a capacitação dos times para acompanharem toda a evolução que está acontecendo", avalia o gerente de Projetos Educacionais do INDT, Antonio Maués. Em paralelo a esta turma, há ainda propostas para Automação 4.0, Ferramentas de Gestão para Acompanhamento da Evolução e do Processo Evolutivo e cursos associados a atividades específicas no ambiente fabril.

De acordo com Maués, no passado, era muito mais difícil uma instituição de ensino propor à uma indústria algum tipo de capacitação. "Hoje, isto mudou. A velocidade das transformações é tão grande, que as indústrias é que nos procuram para prepararem suas equipes", afirma Maués, lembrando que do lado do trabalhador também é importante a percepção de que é preciso se reinventar a todo momento.

Para Maués, o profissional que ficar estagnado não terá condições de atender aquilo que a própria indústria está solicitando de seus times. "Estão chegando novos processos, novas máquinas, novas tecnologias e ele precisa operar tudo isto da maneira mais adequada possível".

Valores

Embora os novos profissionais tenham de estar atentos às novas tecnologias, o gerente de Projetos Educacionais do INDT, Antonio Maués, chama atenção para a base de qualquer profissional: os valores comportamentais.

"Não resta dúvida de que hoje em dia a velocidade da informação é muito grande e a necessidade de você acompanhar isto tudo nos remete a estar preparado, capacitado, mas eu sempre tenho uma preocupação anterior a isto tudo que é a nossa base, os nossos valores: ética, empatia, caráter, saber trabalhar em equipe. Esses são conteúdos que não necessariamente estão associados à tecnologia, mas que certamente a antecede e também são valorizados pelo mercado", comenta.

Teoria e prática

O técnico de Diagnósticos de Circuitos de placas de notebook e desktop da Foxconn, Ruanderson Cabral, é um dos alunos da capacitação em Eletrônica 4.0 do INDT Tech Training. Ele acredita que o curso vai trazer mais aperfeiçoamento para a área em que está atuando, além de enriquecer seu currículo profissional.

"Embora eu já tenha prática no meu dia a dia, é importante obter mais teoria aliada à pratica. Por exemplo, estamos aprendendo a analisar com mais profundidade os circuitos eletrônicos. São detalhes que agora vamos colocar em prática no trabalho e estou gostando muito", avalia.

Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes