Ir para o conteúdo

Exército exonera tenente do CMA investigado por tentativa de golpe

O tenente-coronel Hélio Ferreira Lima foi retirando do posto de comandante da 3ª Companhia de Forças Especiais em Manaus

O tenente-coronel Hélio Ferreira Lima, que estava no posto de comandante da 3ª Companhia de Forças Especiais em Manaus, deixou o cargo de confiança.

A exoneração foi assinada pelo comandante do Exército, general Thomás Paiva, publicada na edição dessa quarta-feira (14), no Diário Oficial da União (DOU). Além dele, o tenente-coronel Guilherme Marques de Almeida perdeu o comando do 1º Batalhão de Operações Psicológicas em Goiânia (GO).

Os dois militares foram alvos da Operação Tempus Veritatis, da Polícia Federal (PF), que investiga uma tentativa de golpe de Estado. Guilherme e Hélio foram alvos de buscas no dia 8 deste mês.

Segundo o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, ambos teriam atuado na “produção, divulgação e amplificação de notícias falsas e de estudos quanto à falta de lisura das eleições presidenciais de 2022”.

Em nota, o Comando Militar da Amazônia (CMA) informou que as providências foram tomadas em conformidade com as decisões jurídicas acerca do assunto e disse ainda que o Exército colabora com as autoridades responsáveis pelas investigações conduzidas.

Publicidade TCE
Publicidade CIESA
Publicidade UEA

Mais Recentes