Ir para o conteúdo

Fumaça que encobriu Manaus tem origem nos municípios da Região Metropolitana, diz Semmas

Qualidade do ar é considerada péssima na capital

Manaus

A fumaça que voltou a encobrir a capital amazonense, nesta quarta-feira, 11/10, tem origem nos municípios da Região Metropolitana de Manaus (RMM), de acordo com dados do programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e que foram levantados pela Prefeitura de Manaus, via Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas). A qualidade do ar é considerada péssima.

De acordo com dados do Inpe, nos últimos dois dias, foram registrados 504 focos de queimadas no Amazonas, sendo que o município de Autazes, a 111 quilômetros de Manaus, registrou 105, o que representa 20,8% do total registrado no Amazonas.

Além de Autazes, os municípios de Careiro (50 focos), Careiro da Várzea (26 focos), Itacoatiara (24 focos) e Manacapuru (18) estão entre os dez municípios que mais registraram focos de queimadas nos últimos dois dias, segundo os dados do Inpe.

Manaus, neste mesmo período, registrou três focos de queimadas, todos na zona rural, sendo dois nas proximidades da BR-174, rodovia que liga o Roraima e Amazonas, e o terceiro foi registrado nas proximidades da comunidade Nossa Senhora de Nazaré, no rio Amazonas.

Publicidade BEMOL
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade UEA

Mais Recentes