Ir para o conteúdo

AM solicita reforço ao Governo Federal para combater focos de queimadas

Pedidos foram feitos aos Ministérios do Meio Ambiente e da Defesa, além de solicitações ao Ministério de Portos e Aeroportos

Tropas foram enviadas para combater incêndios em Autazes

O governador Wilson Lima solicitou, nesta quarta-feira (11/10), reforço ao Governo Federal para o combate de focos de queimadas no Amazonas. Os pedidos foram feitos, por telefone, à ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e ao ministro da Defesa, José Múcio. Wilson Lima anunciou o pedido de reforço em coletiva, no final da tarde, no porto da Ceasa, zona Sul de Manaus, pouco antes de envio de tropas da Polícia Militar e técnicos do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), para reforçar o combate ao incêndio no município de Autazes.

“Tive uma conversa com a ministra do Meio Ambiente pedindo apoio no reforço desse combate, tanto de pessoal, quanto de equipamentos. Liguei para o ministro da Defesa, José Múcio, para que ele pudesse disponibilizar aeronaves de grande porte, porque temos uma quantidade muito significativa de incêndios e, apenas por terra, não conseguimos fazer isso”, afirmou Wilson Lima.

O objetivo do pedido é reforçar também o efetivo do Corpo de Bombeiros do Amazonas (CBAM) já enviado ao município de Autazes (a 113 quilômetros de Manaus), para conter o avanço de focos de incêndio na região. Cerca de 64 homens da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) e do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM) irão atuar no combate a crimes ambientais no município e na região.

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Eduardo Taveira, reforçou o trabalho que o Governo do Amazonas tem realizado no enfrentamento às queimadas no estado, com ações integradas dos órgãos ambientais e de segurança.

“A gente está em parceria com os bombeiros, a polícia ambiental, o IPAAM, em uma estratégia para intensificar essas ações voltadas para as queimadas. Já foram contratados 173 brigadistas, o batalhão dos bombeiros está em Humaitá, diversificando a atuação no sul do estado. Mas é uma situação climática que não é comum e requer do Estado ações contínuas para minimizar esses efeitos”, afirmou Taveira.

Estiagem

Wilson Lima também afirmou que solicitou ao Ministério de Portos e Aeroportos apoio para diminuir riscos de navegação, principalmente para o escoamento de produtos. O governador também solicitou ao Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) serviços de reparos para rampa do porto que desabou no município de Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus) após um desbarrancamento nesta quarta-feira (11/10).

“Conversei com o ministro Silvio Costa falando da dificuldade que os navios estão enfrentando para passarem próximos de Itacoatiara e chegarem até Manaus. De ontem para hoje, também tivemos um problema no porto de Itacoatiara que desabou e o ministro já me informou que está, junto ao DNIT, montando uma força-tarefa para uma ação emergencial e dar condições de embarque e desembarque”, disse.

Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes