Ir para o conteúdo

Grupo Queiroz e Lar Batista Janell Doyle fazem campanha de doação de material escolar

A campanha será lançada nesta quarta-feira, às 10h, na loja Queiroz, da avenida Djalma Batista, 170

Mal o ano começou e já está na hora de planejar a compra de material escolar. Mas, na correria do dia a dia, ainda há tempo e espaço para a solidariedade e a responsabilidade social tão presentes no período natalino.

O Grupo Queiroz e o Lar Batista Janell Doyle contam com isso e estão realizando a campanha “Mochila Recheada” para dar a alunos, em situação de vulnerabilidade, condições para entrar na sala de aula, neste ano letivo, com esperanças renovadas. A campanha será lançada nesta quarta-feira, às 10h, na loja Queiroz, da avenida Djalma Batista, 170, Parque 10.

“A ideia da campanha é incentivar os pais e responsáveis que vão renovar mochilas escolares e comprar materiais para que doem as usadas, em boas condições de uso e de qualidade, e também aproveitem o momento para recheá-las com itens tão necessários à rotina escolar”, explica Anderson Queiroz, diretor do grupo.  Na compra da mochila nova, a Queiroz vai conceder desconto de 5%.

Todo o material arrecadado vai beneficiar crianças atendidas pelo Lar Batista Janell Doyle, em Manaus/AM, em seus diferentes programas: as que estão matriculadas nas escolas e que passam o contraturno no Lar, ex-acolhidos que ainda recebem assistência e os atualmente assistidos, que moram no local.

“Nossa meta é alcançar 200 mochilas, com os respectivos materiais”, diz a diretora do Lar Batista Janell Doyle, Magaly Araújo. “E cada doador também está adotando um de nossos alunos, dando-lhe condições para que chegue à sala de aula com motivação”, explica.

Segundo a diretora, as crianças atendidas no Lar vêm de comunidades de vulnerabilidade social e não têm condições de comprar seus materiais. “Isso faz com que eles percam o estímulo e se sintam constrangidos, por não ter uma mochila”, explica. “Muitos pais nos pedem por esse material e o que pretendemos é atender dentro do possível”.

A diretora explica, ainda, que a preferência é por mochilas usadas, de boa qualidade e em condições de uso. “Em anos anteriores, alguns doadores preferiram comprar mochilas novas, mas se o material não é de boa qualidade, se perde muito rapidamente e o que queremos é um material que mesmo já usado dure mais tempo”, explica.

Os materiais solicitados para rechear a mochila doada são variados: cadernos, lápis, lápis de cor, canetas, borracha, apontador, régua, estojo, tesoura sem ponta, entre outros.

Segundo o diretor do Grupo Queiroz, quem quiser aderir à campanha e apadrinhar um aluno em seu ano escolar não vai ter problemas em encontrar as novas mochilas para substituir as que serão doadas e todos os produtos da lista solicitada pelo Lar.

“Temos uma variedade de produtos para atender os pais que estão empenhados nas compras das listas escolares em todas as nossas lojas”, diz.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes