Ir para o conteúdo

Hemoam reforça campanha para aumentar doações de plaquetas

Em 2024, a meta é manter 70 doações mensais, de acordo com a fundação

Após aumento expressivo de 359% nas doações por aférese em 2023, a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) quer intensificar ainda mais a presença de doadores de plaquetas no hemocentro.

No ano de 2022 foram registradas 200 doações por aférese. Já em 2023, o número saltou para 800 bolsas coletadas, de acordo com dados do Departamento do Ciclo do Sangue do Hemoam. Em 2024, a meta é manter 70 doações mensais.

O aumento significativo impulsionou a criação da Subgerência de Coleta por Aférese, que agora trabalha visando a inauguração do Hemoam Hospital, o qual exigirá uma demanda maior de hemocomponentes devido ao seu potencial de atendimento.

A subgerente da Coleta por Aférese, Jackeline Gimenez, explica que o procedimento é muito seguro e semelhante a uma doação convencional. “Não existe risco de contaminação porque o sangue circula apenas por um kit plástico e descartável que é encaixado dentro da máquina responsável pela retenção das plaquetas”, esclarece.

Max da Costa, 55 anos, é doador de plaquetas e afirma que a doação já faz parte do estilo de vida dele. “As pessoas dizem que ‘vicia’ e vicia mesmo. Vicia saber que você está ali fazendo a diferença, salvando vidas. Pra mim é muito prazeroso estar aqui, sou doador diamante de sangue e doador de plaquetas frequente”, disse.

As plaquetas são componentes do sangue que ajudam a controlar sangramentos e beneficiam muitos pacientes, especialmente pacientes em tratamento de câncer, vítimas de trauma, pacientes de cirurgias cardíacas ou com hemorragias.

O processo

O método utilizado para a doação de plaquetas é chamado aférese. Na aférese, através de uma agulha colocada na veia do braço do doador, o sangue é bombeado para o interior de um equipamento o qual irá separar parte das hemácias ou das plaquetas para doação. O equipamento irá reter apenas as células necessárias, devolvendo para o doador as restantes.

Todo o processo dura entre 90 minutos a 2 horas e a reposição das plaquetas no organismo é rápida, em apenas 48 horas todas as células estão repostas.

Requisitos básicos – Qualquer pessoa que faz a doação de sangue convencional pode fazer a doação de plaquetas por aférese. Para isto, basta comparecer ou ligar para o setor de Serviço Social do Hemoam (3655-0166/0271) e realizar o agendamento.

É necessário ter doado sangue ao menos uma vez (a última doação não pode ultrapassar o prazo de seis meses). Além disso, é preciso ter de 18 a 60 anos de idade, pesar acima de 60 quilos e não ter feito uso de aspirina, AAS ou anti-inflamatórios nos três dias que antecedem a doação. Mulheres que tiveram filhos não podem ser doadoras de plaquetas.

Entre a doação de sangue convencional e de plaquetas por aférese, é recomendado um intervalo de 30 dias e o doador de plaquetas pode fazer até 12 doações ao ano.

Publicidade TCE
Publicidade CIESA
Publicidade UEA

Mais Recentes