Ir para o conteúdo

Homem mata e arranca o coração da esposa

A polícia encontrou o suspeito com o coração da mulher na mão

Milena Nistarda, de 53 anos foi morta pelo marido

O programa Balanço Geral, da Record, trouxe detalhes do caso de Milena Nistarda, de 53 anos, assassinada dentro da própria casa quatro horas após pedir uma medida protetiva contra o marido, Marcelo Nistarda, de 49 anos, em uma delegacia de Tupã, no interior de São Paulo.

O casal estava junto há 29 anos. Nas fotos com os filhos, a família parecia viver em harmonia, mas, em apenas dois meses, tudo mudou. Após os filhos se mudarem, o homem começou a proibir a esposa de sair de casa em uma espécie velada de cárcere privado.

Milena contou ter sofrido violência psicológica do companheiro, além de descobrir que Marcelo estava rastreando o celular dela. Há 10 anos, a vítima já tinha denunciado o marido por uma agressão. Na ocasião, ele prometeu melhorar e cumpriu, mas, dessa vez, se mostrou muito mais agressivo.

Na tarde da última segunda-feira (26), Milena foi a uma delegacia de polícia registrar um Boletim de Ocorrência contra o marido. Ao retornar para casa, a mulher trancou todas as portas com medo da fúria do marido.

No entanto, não adiantou. Ao descobrir que tinha sido denunciado, Marcelo usou o carro para invadir a casa. Ele destruiu o portão, arrombou as portas de dentro do imóvel até alcançar o quarto do casal.

A vítima foi morta a golpes de faca no próprio quarto. O que chamou a atenção da polícia é que, além do crime brutal, o homem arrancou um órgão que é a simbologia do amor, o coração. Para os investigadores, isso era um recado para afirmar que Milena só poderia amar um único homem.

Os vizinhos acionaram a polícia, que encontrou Marcelo trancado dentro da casa. Ele disse que não iria sair do local, mas permitiu a entrada dos agentes e resistiu quando os policiais tentaram levá-lo.

Segundo a polícia, a estratégia dele era ser morto pelos agentes. Ele foi preso em flagrante e vai ter que responder pelo crime na Justiça.

Publicidade TCE
Publicidade CIESA
Publicidade UEA

Mais Recentes