Ir para o conteúdo

Iphan-AM e Petrobras entregam equipamentos para pesquisas arqueológicas no Musa

A aquisição foi feita por meio de recursos provenientes de um Termo de Ajustamento de Conduta entre o instituto e a Petrobras

O Museu da Amazônia (Musa) ganhou reforço para as pesquisas arqueológicas e etnográficas realizadas pela instituição. Computadores, impressora 3D, balanças, lupas, desumidificadores, microscópios, estufas, entre outros equipamentos, foram entregues pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Amazonas e pela Petrobras ao museu, em cumprimento a um Termo de Ajustamento de Conduta com a Petrobras.

“Por força da lei, temos vários TACs em andamento. Embora esses termos sejam ferramentas punitivas, ajudam na educação e acabam fortalecendo as atividades relativas à preservação, conservação e educação patrimonial”, afirmou a superintendente do Iphan no Amazonas, Beatriz Calheiro.

As multas aplicadas a quem causa danos aos sítios arqueológicos devem ser aplicadas em atividades de fomento à pesquisa relacionada ao tema ou para a preservação do patrimônio cultural.

O Musa é uma das cinco instituições de guarda e pesquisa de bens arqueológicos junto ao Iphan e abriga, atualmente, segundo a arqueóloga Meliam Gaspar, mais de 10 mil peças entre cerâmica, lítico (relativo a pedras) e material histórico. No laboratório há urnas funerárias, vasos e outros objetos provenientes de herança indígena.

O material está em fase de cadastramento. “Os equipamentos vão ajudar as pesquisas não só da arqueologia, mas também da biologia e da paleontologia. Nossa ideia é contemplar outras áreas de pesquisa de dentro da instituição”, disse o coordenador do laboratório de arqueologia do Musa, Iberê Fernando Martins.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes