Ir para o conteúdo

Mãe e filha matam vizinha de 9 anos com mais de 30 facadas

O corpo da menina estava enrolado em um tapete no chão da casa onde uma das suspeitas moravam

Uma menina, de 9 anos, morta a facadas em uma casa na tarde dessa quarta-feira (24), em Aimorés, no Vale do Rio Doce (MG). Uma mulher, de 32 anos, e a mãe dela, de 56, foram presas.

A Polícia Militar foi acionada pelo marido da mulher, de 32 anos, que informou que recebeu uma ligação dela dizendo que tinha matado uma pessoa dentro de casa.

Ao chegar no local, os militares encontraram  poças de sangue e visualizou um pé, que parecia ser de uma criança. O corpo de Emanuely Aparecida Gregório Gomes estava enrolado em um tapete no chão.

Segundo o perito, a menina foi morta com mais de 30 facadas. O corpo foi encaminhado ao IML para um exame mais minucioso das lesões.

A polícia recebeu informações de que a autora do crime teria fugido de moto. Ela foi encontrada saindo de uma casa para pegar um táxi, acompanhada da mãe e do filho, de 11 anos.

Mãe e filha foram presas, levadas para o quartel da cidade juntamente com o menor.

Em depoimento, a mulher, de 32 anos, alegou que a mãe teria dito elas deveriam matar a vítima pois ela cometia bullyng contra o filho dela, chamando o menino de baleia.

Ainda conforme o depoimento, a avó do garoto teria convidado Emanuely até a residência e, quando a menina entrou, a mãe do garoto atingiu a menina no peito com uma facada.

Em seguida, a mulher de 56 anos, teria pegado a faca e passou nos braços e pescoço da criança.

Depois, elas enrolaram o corpo em um tapete e deixaram o local.

A mãe negou a versão da filha, porém, conforme o boletim de ocorrência, ela apresentou uma versão controvérsia e havia vestígios de sangue no chinelo, calcanhares e nas roupas.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes