Ir para o conteúdo

MPAM apura caso do policial que atirou na cabeça de cachorro em Manaus

O órgão informou ainda que não medirá esforços para apurar o caso, que gerou revolta de moradores e nas redes sociais

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM) vai apurar o caso do policial que atirou na cabeça do cachorro "Bethoven" durante abordagem na quinta-feira (21), no Conjunto Boas Novas, bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus.

Segundo o MPAM, foi determinada a autuação do caso para apurar os fatos, à luz do devido processo legal e do princípio da presunção de inocência, assegurando a ampla defesa a todos os envolvidos. O órgão informou ainda que não medirá esforços para apurar o caso, que gerou revolta de moradores e nas redes sociais.

Segundo testemunhas, dois policiais, que não tiveram a identidade revelada, estavam realizando patrulhamento no conjunto e, durante uma confusão generalizada, um disparo foi realizado em direção ao cachorro, causando a morte do animal na mesma hora, sem tempo para prestar socorros.

O corpo de Beethoven foi removido por veterinários da Comissão de Proteção aos Animais da Assembleia Legislativa do Amazonas, para necropsia.

A Comissão encaminhou ofício para o corregedor-geral do Sistema de Segurança Pública do Amazonas, Coronel PM Franciney Bó, solicitando a instauração de sindicância/processo administrativo disciplinar para investigar a conduta do servidor. A Polícia Militar informou que vai investigar a conduta dos policiais.

Fonte: Toda Hora

Publicidade BEMOL
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade UEA

Mais Recentes