Ir para o conteúdo

Trecho entre as avenidas Djalma Batista e João Valério será interditado por conta de obras

Obras serão realizadas pela Águas de Manaus. A interdição acontece a partir desta quarta-feira

Condutores de veículos que trafegam pela avenida Djalma Batista, nas imediações da avenida João Valério, devem ficar atentos às intervenções parciais e temporárias que irão ocorrer na via entre os dias 26 e 30/6, por causa de obras da concessionária de água e saneamento da cidade, Águas de Manaus.

Por volta de 22h desta quarta-feira, 26/6, a avenida João Valério (sentido Djalma Batista, próximo à Caixa Econômica Federal) será parcialmente interditada para implantação de obras de saneamento. A via, que possui três pistas de rolamento, ficará com duas pistas interditadas e uma fluindo normalmente.

Stanley Ventilari, diretor de Operações do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), informou como ficará o trânsito nos dias de obra.

“A partir das 22h, vamos estreitar a via, mas esse estreitamento da via causará um transtorno muito grande por conta do fluxo de veículos que passa aqui na avenida Djalma Batista nos horários de pico, que chega em média de cinco mil veículos. Então, é importante que a população esteja preparada, não haverá interdição total, apenas um estreitamento da via, não haverá também mudança no fluxo do transporte coletivo, porém o impacto no trânsito será muito grande”, explicou.

O gerente de projetos da Água de Manaus, Jean Damasceno, afirmou que a obra permitirá a expansão da cobertura do sistema de esgotamento sanitário de Manaus.

“A partir da próxima quarta-feira, as obras acontecem aqui no cruzamento das avenidas de Djalma Batista com o João Valério, mantendo o trabalho ao longo de 24 horas por dia até a noite de domingo, estando aí na manhã de segunda-feira concluída essa intervenção. Nós vamos fazer a travessia, serviço de escavação, assentamento de tubulação para escoamento de todo o esgoto gerado na região do bairro Nossa Senhora das Graças”, disse.

Na quinta-feira, 27/6, as obras avançam para a avenida Djalma Batista (no sentido Centro-bairro), próximo à praça Domingos Russo. Considerada uma das principais avenidas da cidade, a Djalma Batista, continuará fluindo apenas com uma faixa liberada.

Na sexta-feira e sábado, 28 e 29/6, as obras avançam pela avenida Djalma Batista, até alcançar o sentido bairro-Centro, onde a via também será parcialmente interditada, sempre deixando, pelo menos, uma pista livre para a circulação dos veículos.

Os trabalhos devem encerrar na madrugada de segunda-feira, 1º/7, com ajustes finais realizados pela Águas de Manaus para garantir a trafegabilidade da avenida.

Por se tratar de interdições parciais, as linhas de ônibus que atendem as avenidas interditadas não sofrerão alterações.

Segundo o Elson Andrade da Ageman, o sistema de estacionamento rotativo Zona Azul ficará inoperante no entorno dos locais das obras. "Na rua Ituxi, o sistema vai ficar interrompido, não será cobrado o Zona Azul. Vai ficar proibido o estacionamento do lado direito entre o trecho da rua Acre e aqui na João Valério, justamente para facilitar o fluxo. Ela serve como uma alternativa também para o fluxo dos veículos, principalmente na quarta e quinta-feira, onde o fluxo sentido bairro-Centro vai estar interrompido”.

Durante a execução da implantação das tubulações, as equipes alternarão trabalho nas faixas, sempre com uma liberada para o tráfego. Agentes de trânsito e fiscais de transporte do IMMU farão a orientação aos motoristas. A obra inicia às 22h desta quarta-feira, e tem previsão de término às 5h de segunda-feira, 1º/7.

A rede coletora, com extensão de 170 metros, que será instalada no local faz parte do sistema que abrange, também, a avenida Constantino Nery. “Esta obra irá permitir que todo esgoto coletado no bairro Nossa Senhora das Graças seja interligado no sistema que está sendo construído na avenida Constantino Nery. Ele será transportado até a Estação Elevatória no bairro São Jorge, e, posteriormente, encaminhado para a Estação de Tratamento de Esgoto do Educandos, em um processo que contribui diretamente na preservação dos recursos hídricos da cidade”, destacou Damasceno.

Trata Bem Manaus

O trabalho integra o cronograma de expansão do esgotamento sanitário na cidade, por meio do programa Trata Bem Manaus, que garante a universalização dos serviços de coleta e tratamento de esgoto da cidade em menos de dez anos. Estão previstas a implantação de mais de 2,7 milhões de metros de redes coletoras de esgoto nos próximos anos, além de obras de implantação e ampliação de pelo menos 70 Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs), espalhadas por todas as zonas da cidade.

Publicidade BEMOL
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade UEA

Mais Recentes