Ir para o conteúdo

Pistoleiro é preso por matar indígena em frente a boate em Tabatinga

Durante interrogatório, Valdeci Bandeira alegou que foi contratado para matar Cleuzete dos Santos

Material apreendido com o pistoleiro

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tabatinga (a 1.108 quilômetros de Manaus), em conjunto com Polícia Militar do Amazonas (PMAM), prendeu, em flagrante, na segunda-feira (04/03), Valdeci Curico Bandeira, 20, por executar com tiro no peito uma mulher identificada como Cleuzete Aguilar dos Santos, de 23 anos. O crime ocorreu no domingo (03/03), por volta das 23h, em frente a uma boate da localidade.

De acordo com o delegado Fernando Damasceno, da DIP de Tabatinga, diligências iniciaram logo após a ação criminosa, com coleta de depoimento de testemunhas, bem como imagens de câmeras de segurança do estabelecimento, que resultaram na localização do suposto autor.

"Chegamos até uma casa no bairro Nova Esperança, onde Valdeci estava escondido, e efetuamos a prisão em flagrante. No local apreendemos a arma de fogo utilizada no crime, uma pistola calibre 380 e 6 munições”, informou o delegado.

Ainda conforme a autoridade policial, durante interrogatório, o infrator alegou que foi contratado para matar Cleuzete, mas as investigações indicam que a mulher foi alvejada por engano, pois ele tinha o objetivo de assustar membros de um grupo criminoso rival que estavam no local.

As diligências continuam, no sentido de descobrir maiores detalhes sobre as motivações do crime e se há outros envolvidos na empreitada criminosa.

“É importante destacar o trabalho imediato e dedicado da equipe de investigação da Delegacia de Tabatinga, que prontamente buscou realizar todas as diligências no sentido de identificar e localizar o autor do homicídio, conseguindo êxito em menos de 24hs”, salientou Damasceno.

Valdeci Curico Bandeira foi conduzido à delegacia, e autuado em flagrante por homicídio qualificado por motivo torpe e porte ilegal de arma de fogo, e ficará à disposição da Justiça.

Publicidade TCE
Publicidade CIESA
Publicidade UEA

Mais Recentes