Ir para o conteúdo

PMAM apreende cerca de 1 tonelada de drogas em Manacapuru e no Médio Rio Negro

As apreensões representam prejuízo de mais de R$21 milhões ao crime organizado

A Polícia Militar do Amazonas (PMAM) apreendeu cerca de 1 tonelada de maconha, tipo skunk, em ocorrências registradas na madrugada de sexta-feira (1°/03), em Manacapuru (distante 68 quilômetros de Manaus) e na região do Médio Rio Negro, nas proximidades da Base Arpão II, coordenada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

O comandante-geral da PMAM, coronel PM Klinger Paiva, destacou o trabalho da instituição em parceria com outros órgãos. “Nós tivemos êxitos em ações no interior. Isso demonstra o compromisso da Polícia Militar nesse combate ao narcotráfico e essa integração das forças de segurança, que visa retirar essas drogas e criminosos de circulação. Seria aproximadamente uma tonelada, avaliada em mais de R$21 milhões, que abasteceria a capital”, detalhou Klinger Paiva.

O secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel PM Vinicius Almeida, destacou a importância das ações de combate ao narcotráfico. “Cada vez que as forças de Segurança retiram toneladas de drogas das ruas, nós estamos evitando que eles façam a distribuição, à comercialização desse material ilícito, ou seja, nós estamos impactando diretamente no financeiro da organização criminosa”, destacou o secretário.

A primeira apreensão foi registrada pelo 9° Batalhão da Polícia Militar (BPM), durante patrulhamento na Rodovia AM-070, que liga Manacapuru a Novo Airão (distante 115 quilômetros de Manaus). De acordo com o comandante da unidade, major PM Igor Reis, a equipe policial flagrou um carro trafegando na via e solicitou a parada para abordagem, mas o motorista do veículo acelerou e fugiu.

“Durante o acompanhamento os demais ocupantes do veículo dispararam contra a equipe policial, que revidou, atingindo os pneus do carro. Infelizmente três suspeitos conseguiram fugir para uma região de mata, mas abandonaram o veículo na estrada com aproximadamente meia tonelada de skunk”, explicou o major PM Igor Reis.

Já na região do Médio Rio Negro, equipes da Companhia de Operações Especiais (COE), em conjunto com o Departamento de Investigação Sobre Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), apreenderam um bote com motor de popa, carregado com sacos de entorpecentes, além de R$ 3 mil em espécie.

O comandante do Comando de Policiamento Especializado (CPE), tenente-coronel PM Alysson Lima, explicou que a apreensão ocorreu durante patrulhamento nas proximidades do município de Barcelos (a 399 quilômetros de Manaus), após as equipes receberem informações de que traficantes estariam descendo o Rio Negro com uma carga de drogas.

“Esse bote, infelizmente, estava vazio quando as equipes chegaram para realizar a abordagem. Os suspeitos deixaram a embarcação na beira do rio e fugiram para área de mata. Mas o material entorpecente, sendo 344 quilos de maconha tipo skunk e 61,6 quilos de cocaína, totalizando 406 quilos de drogas, foram apreendidos”, salientou o coronel PM Alysson Lima.

O delegado-geral da PC-AM, Bruno Fraga, explica que as investigações continuam para identificar e prender os suspeitos. “O papel da PC-AM agora é dar prosseguimento para que a gente consiga esclarecer toda dinâmica dos crimes perpetrados. Vamos ver qual a logística que foi utilizada pela organização criminosa para que a gente chegue aos autores”, explicou o delegado-geral.

Outra grande apreensão

Na noite de quinta-feira (29/02), um homem foi preso e 14,5 quilos de ouro avaliados em R$ 4,7 milhões foram apreendidos, em Coari (a 363 quilômetros de Manaus). A apreensão foi realizada pelas Forças de Segurança que estão em operação na Base Fluvial Arpão 1, coordenada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM).

Nas três ações policiais registradas nas últimas 24 horas, as Forças de Segurança totalizaram R$ 26 milhões de prejuízo ao crime organizado, com as apreensões de ouro e entorpecentes no interior do estado do Amazonas.

Publicidade TCE
Publicidade CIESA
Publicidade UEA

Mais Recentes