Ir para o conteúdo

PC-AM cumpre mandado em pet shop suspeito de vender ketamina ilegalmente

De acordo com as investigações, o estabelecimento é suspeito de fornecer Ketamina, um medicamento anestésico, para a família de Djidja Cardoso.

A Polícia Civil do Amazonas cumpriu, na manhã desta sexta-feira (31/05), mandado de busca e apreensão na clínica veterinária Maxvet, no bairro Redenção, zona Centro-Oeste de Manaus. De acordo com as investigações, o estabelecimento é suspeito de fornecer Ketamina, um medicamento anestésico, para a família de Djidja Cardoso.

Na última quinta-feira (30/05), Cleusimar Cardoso e Ademar Farias, mãe e irmão de Djidja, e a gerente do salão Belle Femme, Verônica Seixas, foram presos com drogas, no momento em que se preparavam para fugir. Com eles, a polícia apreendeu seringas e drogas.

A Justiça do Amazonas também determinou a prisão preventiva funcionários do salão de beleza, onde Djidja era sócia, o Belle Femme. A maquiadora Claudiele Santos da Silva se entregou ainda na noite de quinta-feira.  Marlisson Vasconcelos Dantas, que segue foragido.

De acordo com o inquérito policial, a Maxvet atuava no fornecimento ilegal da ketamina por meio de aplicativos de delivery. “Promove a entrega em domicílio dos produtos sem que haja qualquer espécie de controle sobre a substância, inexistindo portando a exigência de apresentação e retenção de receita expedida por médico veterinário”, diz trecho do inquérito.

Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes