Ir para o conteúdo

Polícia investiga se esposa de irmão de Djidja foi drogada pelo marido em hospital

A jovem era submetida ao uso de substâncias entorpecentes e teve complicações após o parto.

Audrey e Ademar

Ademar Cardoso, irmão de Djidja Cardoso, empresária e ex-sinhazinha do Boi Bumbá Garantido é suspeita de drogar a própria companheira, Audrey Schott Silveira, nas dependências de uma unidade hospitalar enquanto ela se recuperava  de um parto. A matéria é do site AM Post.

A denúncia foi realizada pela própria família da esposa dele, que informou que mesmo na gestação, a jovem era submetida ao uso de substâncias entorpecentes e teve complicações após o parto.

Uma investigação foi aberta para apurar a denuncia e os procedimentos estão em andamento.

Ademar Cardoso, irmão da ex-sinhazinha do Boi Garantido, Djidja Cardoso, foi presos na tarde desta quinta-feira (30) após ter a prisão preventiva decretada pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). No documento, a Justiça cita os crimes de estupro, associação para o tráfico de drogas e venda de drogas.

Ao chegar no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em Manaus, Ademar falou com a imprensa e disse: “Ouçam as cartas de Cristo no Youtube”.

Defesa

Audrey se pronunciou nesta sexta-feira, 31/05. Ela desmentiu boatos sobre seu estado e negou estar viciada em quetamina, droga envolvida nas investigações sobre a morte de Djidja.

“É uma droga bem cara para estar usando todos os dias e eu não tenho essas condições”, afirmou Audrey, refutando rumores sobre sua dependência da substância.

Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes