Ir para o conteúdo

Prefeito recebe comitiva do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente da ONU

A capital amazonense foi escolhida entre 250 cidades para participar do projeto-piloto Generation Restoration

O prefeito de Manaus, David Almeida, recebeu, nesta sexta-feira, 26/1, a comitiva do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), da Organização das Nações Unidas (ONU), para apresentar as iniciativas da gestão pública municipal no âmbito ambiental, incluindo a implantação de hortas urbanas e periurbanas pela cidade. As representantes do Pnuma fazem parte do projeto “Generation Restoration” (Geração Restauração), no qual a capital amazonense foi escolhida entre 250 cidades para participar como projeto-piloto.

Segundo o chefe do Executivo municipal, o objetivo é implementar a agricultura urbana de base agroecológica, como uma solução baseada na natureza, no contexto da restauração ecológica dos rios urbanos, visando a institucionalização da agenda da agricultura urbana nos planos diretores da cidade.

“Essa parceria que nós estamos firmando com o Pnuma, inclusive já com o aporte de 100 mil dólares, vai servir para que a gente possa, juntamente com a Fundação Getúlio Vargas, elaborar o projeto para fazer a sua execução. Quando falamos da implementação dessas hortas, estamos falando de segurança alimentar, com toda uma cadeia envolvida, para que nós possamos ter um programa efetivo com a sua execução e a sua apresentação já na COP, certamente será um dos programas que terão protagonismo na próxima COP”, garantiu Almeida.

Para o secretário municipal de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Mudanças Climáticas (Semmasclima), Antonio Stroski, a escolha da cidade de Manaus para o projeto da ONU foi uma grande conquista para a agenda ambiental da cidade.

“Foi uma avaliação criteriosa de mais de 250 propostas recebidas pelo Pnuma, e a nossa cidade foi escolhida como uma das sete cidades-piloto do projeto, o qual será desenvolvido de 2023 a 2025 e visa implementar um pacote de medidas para enfrentar os desafios políticos, técnicos e financeiros para promover a restauração dos ecossistemas urbanos”, ressaltou o secretário.

A gerente de Programa e Líder da Unidade de Cidades, do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Sharon Gil, reforçou que o Generation Restoration visa incentivar o investimento público e privado na restauração dos ecossistemas e em Soluções Baseadas na Natureza.

“O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente está realmente contando com a colaboração com municípios como Manaus, que já tem um trabalho forte na área de restauração de ecossistemas, para estar colaborando e liderando essas agendas como exemplos globais de como as cidades podem lidar com essas questões e desenvolver a restauração de ecossistemas ao mesmo tempo que trabalhamos questões sociais e econômicas”, disse.

Comitiva

Na quinta-feira, 25, as representantes do Pnuma visitaram a sede da Semmasclima, o Centro de Produção de Mudas, os parques Sauim Castanheiras e Nascentes do Mindu. A comitiva também esteve em uma área em restauração localizada no bairro Novo Aleixo e no Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Lúcia Almeida.

Nesta sexta-feira, a comitiva esteve nos  parques municipais Ponte dos Bilhares e Mindu. Na parte da tarde, as representantes do Pnuma estiveram no Parque das Tribos, no bairro Tarumã. O objetivo das visitas é para definir em quais locais o projeto das hortas deverá ser implantado.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes