Ir para o conteúdo

Prefeitura de Manaus divulga resultado preliminar do Programa Bolsa Pós-Graduação 2024

Nesta etapa, 4.389 candidatos foram classificados e poderão procurar as Instituições de Ensino Superior (IES) para as quais se inscreveram

A Prefeitura de Manaus divulgou, nesta terça-feira, 7/11, o resultado preliminar do Programa Bolsa Pós-Graduação (PBPG) 2024. O anúncio foi feito na sede da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), localizada na avenida Compensa, bairro Vila da Prata, zona Oeste. Nesta etapa, 4.389 candidatos foram classificados e poderão procurar as Instituições de Ensino Superior (IES) para as quais se inscreveram, nos dias 14, 16 e 17/11, para fazer a entrega da documentação. A lista com os nomes dos selecionados estará disponível a partir das 22h, no Diário Oficial do Município (DOM).

Ao liberar a listagem preliminar, o diretor-geral da Espi, Júnior Nunes, destacou a importância dos contemplados observarem todas as etapas do processo. “Orientamos os classificados que consultem no edital do Programa Bolsa Pós-Graduação 2024 a relação dos documentos exigidos para que não falte nenhum, pois todos são obrigatórios para a efetivação da matrícula na especialização escolhida”, alertou.

Segundo Nunes, 651 candidatos ficaram na lista de reserva. Estes terão direito a participar, em data a ser divulgada oportunamente, do remanejamento, que é a escolha de uma bolsa com 50% de desconto entre as que não foram preenchidas.

Este foi o terceiro edital lançado na gestão do prefeito David Almeida. Foram oferecidos 163 cursos de especialização, totalizando 35.769 bolsas em oito Instituições de Ensino Superior (IES), sendo 129 bolsas com 100% de desconto, mais de sete mil com 75% de abatimento, e cerca de 28 mil com 50%. Atualmente, 4.444 bolsistas são atendidos pelo programa.

Criado em novembro de 2014, o PBPG é um programa de inclusão socioeducacional que visa atender estudantes de baixa renda, por meio da concessão de benefícios integrais (100%) e parciais (75% e 50%) em cursos de especialização lato sensu, na modalidade de ensino presencial, e beneficia pessoas que, comprovadamente, não tenham condições de custear seus estudos em Instituições de Ensino Superior (IES) privadas e estabelecidas na cidade de Manaus.

Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes