Ir para o conteúdo
AmazonasManauseconomiaPIB

Produto Interno Bruto (PIB) de Manaus é o quinto maior do país

Manaus que ocupava a sexta colocação em 2019, subiu para quinta em 2020 e permaneceu na quinta posição em 2021

Manaus segue na quinta posição entre os municípios com o maior índice de Produto Interno Bruto (PIB) em 2021. Os dados integram o levantamento elaborado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos em uma determinada região, e serve para medir a evolução da economia. Os dados por município são divulgados sempre com dois anos de defasagem.

Em 2021, o PIB brasileiro cresceu 4,76% em seu volume produtivo. Manaus que ocupava a sexta colocação em 2019, subiu para quinta em 2020 e permaneceu na quinta posição em 2021 com PIB de R$ 103, 281 bilhões, sendo o maior PIB das regiões Norte, Nordeste e Sul. A capital de São Paulo continua sendo o município com o maior PIB do Brasil com valor nominal de R$ 828,980 bilhões. O Rio de Janeiro, ocupou a segunda maior posição do PIB com R$ 359,634 bilhões, seguido de Brasília com R$ 286,943 bilhões em 2021. Belo Horizonte, quarto maior PIB, teve um PIB R$ 105,829 bilhões.

“Os números demonstram que não só Manaus, mas todo o Amazonas tem evoluído no contexto econômico brasileiro, e reflete não apenas o potencial econômico do estado, mas também a capacidade de se recuperar e prosperar em um ambiente econômico em constante evolução”, informou o  secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Serafim Corrêa.

Municípios do Amazonas

O PIB do Amazonas, em valores nominais, no ano de 2021 foi de R$ 131, 531 bilhões, um aumento de 13,37% em relação ao ano de 2020, onde se registrou R$ 116,019 bilhões. Em relação ao volume produtivo, o PIB do Amazonas cresceu 5,56%.

Manaus, como capital e por abrigar o Polo Industrial da Zona Franca de Manaus, detém o maior PIB do Estado, com R$ 103, 281 bilhões em 2021 e crescimento nominal de 12,54% em comparação com o ano de 2020, que foi R$ 91,773 bilhões. A participação de Manaus em relação ao PIB do Amazonas em 2021 foi de 78,52%, onde essa participação caiu, registrando-se em 2020 uma participação de 79,10%.

Entre os municípios do interior, houve troca de posição, Coari que em 2020 ocupava a terceira posição foi para a segunda em 2021, passando Itacoatiara para a terceira posição. Coari registrou PIB de R$ 3,380 bilhões em 2021 contra R$ 1,923 bilhão de 2020, e participação de 2,57% em relação ao PIB do Amazonas. Itacoatiara com participação de 1,79% no PIB do Amazonas registrou valores de R$ 2,350 bilhões em 2021 e R$ 1,923 bilhão de 2020, crescimento de 3,39%. Manacapuru permaneceu na quarta posição em 2021, registrando PIB de R$ 1,544 bilhão e participação de 1,17%. Em comparação com o ano de 2020 o PIB de Manacapuru cresceu 7,85%, registrando em 2020 um PIB de R$ 1,432 bilhão.

Indústria

O setor da Indústria do Amazonas obteve um valor de R$ 41,858 bilhões em 2021, crescimento nominal de 16,79% em relação ao ano de 2020 que foi de R$ 35, 839 bilhões. Entre as atividades, a fabricação de equipamentos de informática tem a maior participação no setor, com 15,29%. A segunda maior participação é a fabricação de bebidas, com 11,83% seguido pela Geração e distribuição de energia com 10,67%.

Na comparação com os municípios, Manaus teve representação de 90,06% do total da Indústria em 2021 quando em 2020 a participação era de 92,83%. O valor adicionado bruto da Indústria de 2021 em Manaus foi R$ 37,697 bilhões, e seu crescimento nominal foi de 13,30% quando comparado com o ano de 2020 que foi R$ 33,271 bilhões. Na segunda posição ficou o município de Coari, com R$ 2 bilhões em 2021 contra 810,774 milhões de 2020 e participação de 4,78% no total do Setor. Presidente Figueiredo e Tefé ocuparam a terceira e quarta posição com R$ 433,687 e R$ 227,130 milhões respectivamente.

Na Indústria de Transformação, em que o valor foi R$ 30, 136 bilhões para o Amazonas em 2021, Manaus teve participação de 99,36%. Na Indústria Extrativa com valor de R$ 2,520 bilhões para o Amazonas, Coari teve participação de 76,47%, seguido por Presidente Figueiredo com 15,09%.

Agropecuária

O Setor da Agropecuária do Amazonas registrou em 2021 um Valor Adicionado Bruto de R$ 5,631 bilhões, equivalente ao crescimento nominal de 10,11% quando comparado com o ano de 2020 que foi R$ 5,114 bilhões. Dos produtos da Agropecuária o principal é a mandioca, com participação de 26% do total do setor, seguido pela madeira em tora com 12,48% e bovino com 10,93%. O açaí plantado é o quarto principal produto com participação de 8,69% seguido do Tambaqui com 6,58%.

Entre os municípios, Itacoatiara tem o maior valor adicionado da Agropecuária, com R$ 465,661 milhões e participação de 8,27%. Manacapuru ocupou a segunda posição com valor de R$ 409,121 milhões e participação de 7,26%. Iranduba que ocupava a 13º posição em 2020, subiu para a terceira posição em 2021 com valor de R$ 303, 362 milhões e participação de 5,39%. Ocupando a quarta e quinta posição estão Codajás e Parintins, com valores de R$ 290, 479 milhões e R$ 248,976 milhões respectivamente. Manaus ocupou a oitava posição com R$ 201, 067 milhões e participação de 3,57% no Setor da Agropecuária.

Serviços

O setor dos Serviços do Amazonas obteve valores de R$ 61,746 bilhões em 2021 contra R$ 55,006 bilhões de 2020, um crescimento nominal de 12,25% quando se compara os dois anos. Entre as atividades, a Administração Pública teve a maior participação do Setor, com 36,81%, seguido pelos Aluguéis Efetivos, com 12,52%. A terceira maior participação do Setor, ficou o Comércio Atacadista, com 7,82% e na quarta posição o Comércio Varejista, com 5,47%.

Manaus teve participação de 71,85% no setor em 2021, com valor de R$ 44,365 bilhões contra R$ 39,538 bilhões de 2020. Itacoatiara ocupou a segunda posição com R$ 1,502 bilhão contra R$ 1,463 bilhão de 2020. Coari com R$ 1,151 bilhão em 2021 ficou na terceira posição e na quarta o município de Parintins com R$ 953,040 milhões. Manacapuru ocupou a quinta posição com valor de R$ 921,616 milhões

Região Metropolitana de Manaus

A Região Metropolitana de Manaus (RMM) composta por 13 municípios (Autazes, Careiro, Careiro da Várzea, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Manacapuru, Manaquiri, Manaus, Novo Airão, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva e Silves), teve em 2021 o PIB o total de R$ 111,757 bilhões e representação de 84,97% na composição do PIB Amazonense. A soma dos 49 municípios que estão fora da Região Metropolitana de Manaus foi de R$ 19,773 bilhões, cuja participação correspondeu a 15,03% do total do Estado.

Para acompanhar essa e outras edições anteriores, assim como outros estudos, basta acessar o site da Sedecti: www.sedecti.am.gov.br e clicar na aba “Indicadores e Mapas”.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes