Ir para o conteúdo

Psiquiatra que avaliou Adélio após facada em Bolsonaro está na defesa da família de Djidja

Hewdy Lobo Ribeiro foi contratado para atuar na defesa de Ademar Cardoso e Cleusimar Cardoso

Hewdy Lobo Ribeiro

O médico psiquiatra forense Hewdy Lobo Ribeiro, renomado por ter elaborado o laudo psiquiátrico de Adélio Bispo de Souza, autor de facada contra o então presidenciável Jair Bolsonaro em 2018, foi contratado para atuar na defesa de Ademar Cardoso e Cleusimar Cardoso, mãe e irmão da ex-sinhazinha do Boi Garantido, Djidja Cardoso, que estão presos desde o dia 30 de maio, sob suspeita de liderarem uma seita religiosa e cometerem diversos crimes graves. A matéria é do AM Post.

Djidja Cardoso, foi encontrada sem vida em sua casa no último dia 28 de maio. Segundo a polícia, a morte da ex-sinhazinha está envolta na possibilidade do uso de medicamentos fármacos narcolépticos e psicotrópicos, havendo também a possibilidade de ter ocorrido um excesso da droga que possa tê-la levado à morte em relação à seita da família.

A contratação do psiquiatra foi anunciada nesta quinta-feira (6) pela assessoria do advogado Vilson Benayon, responsável pela defesa da família Cardoso. Benayon também representa Verônica Seixas, gerente do salão de beleza de Djidja Cardoso, que está envolvida no caso e também foi presa mas conseguiu prisão domiciliar.

O advogado enfatizou que Cleusimar e Ademar são “extremamente dependentes químicos” e que ambos sofreram crises de abstinência na cadeia, o que justifica a solicitação de internação imediata para tratamento adequado. “Considerando que eles estão presos dentro do complexo prisional sem qualquer tipo de tratamento adequado conforme determina a lei, se fez necessária a nomeação urgente do especialista”, explicou Benayon em entrevista ao UOL.

Os Cardoso enfrentam acusações severas que incluem comandar a seita religiosa “Pai, Mãe, Vida”, na qual, segundo as investigações, induziam clientes e funcionários do salão ao uso recreativo de drogas, como a cetamina. Além disso, são suspeitos de cárcere privado, estupro de vulnerável e aborto.

O caso ganhou grande repercussão em Manaus e em todo o estado do Amazonas devido ao envolvimento de figuras conhecidas do cenário cultural local, como Djidja Cardoso, que tinha uma forte ligação com o Boi Garantido, tradicional grupo folclórico do Festival de Parintins.

A presença do psiquiatra forense Hewdy Lobo Ribeiro na equipe de defesa visa reforçar essa estratégia, trazendo à tona a necessidade de um olhar mais atento para as condições de saúde dos detidos.

Hewdy Lobo Ribeiro é diretor da empresa Vida Mental Perícias, que atua há 20 anos auxiliando advogados a esclarecerem questões complexas sobre doenças mentais, dependências químicas e espectro autista em correlações com as leis penais, cíveis, trabalhistas e previdenciárias.

Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes