Ir para o conteúdo

Reforma tributária aprovada no Congresso é positiva para o Amazonas, garante senador Omar

O líder da bancada federal do Amazonas reconheceu o esforço de senadores e deputados para manter as vantagens da Zona Franca de Manaus

Omar Aziz e Rodrigo Pacheco

Aprovada recentemente no Congresso Nacional, a reforma tributária não trará prejuízos para o Amazonas e à Zona Franca de Manaus (ZFM), de acordo com o senador Omar Aziz, líder da Bancada Federal do Amazonas. Após a manutenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) no projeto aprovado pelos parlamentares, a ZFM garante suas vantagens comparativas pelos próximos 50 anos.

Segundo Omar, em uma reforma tributária que discutia extinção do principal imposto do modelo econômico, a Zona Franca de Manaus conseguir manter a vantagem comparativa é um ganho importante. O parlamentar reiterou que a reforma tributária do jeito que foi aprovada é muito boa para o Estado do Amazonas e deve trazer novos investimentos e empresas para a região.

“Com a extinção do IPI nós perderíamos a competitividade com relação aos produtos produzidos na zona franca. Mas se é retirada a vantagem comparativa da zona franca, abre mais margem para que os importados entrem no Brasil e a barreira que nós temos para que possamos manter a competitividade com outros países, principalmente com a Asia, é o IPI, essa é a grande barreira”, explicou Omar.

O senador ressaltou que foi fundamental a atuação da bancada federal do Amazonas neste processo, uma vez que a preocupação com a questão tributária era uma prioridade. "A atuação da bancada, de todos os deputados e senadores foi crucial para garantir a continuidade do desenvolvimento econômico na região. Com a ajuda de técnicos conhecedores da complexa legislação tributária do Amazonas, foi possível garantir a manutenção de setores importantes na Zona Franca, como informática, eletroeletrônicos, polo de duas rodas e termoplástico, que continuarão competitivos e atraindo investimentos”, reforçou Omar.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes