Ir para o conteúdo

Serviços da Ronda Maria da Penha são ampliados para o interior do AM

As ações do Ronda Maria da Penha já estão em andamento em cinco municípios

A iniciativa tem como meta fortalecer o combate à violência e garantir a proteção e o amparo adequados para as mulheres

‌A Polícia Militar do Amazonas (PMAM) deu mais um passo importante no combate à violência doméstica e familiar ao ampliar os serviços da Ronda Maria da Penha no estado, que conta agora com cinco munícipios, além de Manaus, que têm o projeto implementado.

Segundo a comandante do Ronda Maria da Penha, major PM Tatiana Sousa, um dos destaques desse plano é a atuação da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), que apresentou dados estatísticos sobre os municípios com maiores índices de violência contra a mulher no estado. Os dados serviram como critério para a expansão e implantação da Ronda Maria da Penha da PMAM, visando oferecer um atendimento eficaz e abrangente às vítimas de violência doméstica em todo o Amazonas.

A iniciativa tem como meta fortalecer o combate à violência e garantir a proteção e o amparo adequados para as mulheres em situação de vulnerabilidade. Com a consolidação da ampliação do projeto, a Polícia Militar do Amazonas reforça o compromisso com a segurança e o bem-estar das mulheres amazonenses, contribuindo para a construção de uma sociedade justa e igualitária.

As ações do Projeto Ronda Maria da Penha já estão em andamento nos municípios de Manacapuru, Itacoatiara, Parintins e Tefé. Esses municípios passaram pelo estágio de capacitação.

Atualmente, encontra-se em andamento o estágio de preparação no município de Tabatinga, com a previsão de formação de 120 policiais militares, que iniciaram a capacitação no dia 6 de maio e finalizam no dia 29 deste mês, estando aptos para o atendimento a mulheres em situação de violência doméstica e familiar. “Esses profissionais serão direcionados para atuar na Ronda Maria da Penha do município, fortalecendo as ações de proteção e violência a mulher”, disse a major.

Os estágios da Ronda Maria da Penha já foram realizados nos municípios de Manacapuru, em novembro de 2023, e em Itacoatiara, em dezembro de 2023. O início das atividades em Manacapuru e Itacoatiara foram em dezembro de ano passado e janeiro de 2024, respectivamente.

Outros municípios do interior, como Parintins e Tefé, já haviam sido qualificados, respectivamente, em junho de 2023 e no ano de 2022, para receberem o serviço da Ronda Maria da Penha, que já está em pleno funcionamento nesses locais. E no município de Coari, que recebeu qualificação em maio de 2003, aguarda-se o início das atividades da Ronda Maria da Penha.

Ronda Maria da Penha em números

Em 2023, 1.183 mulheres foram beneficiadas com o projeto e, atualmente, 514 estão em atendimento. As estatísticas refletem não apenas a dimensão do problema, mas também o impacto positivo que o programa tem na vida das beneficiárias.

Como Buscar Ajuda

O Ronda Maria da Penha oferece suporte através de canais como o número de emergência, 98842-2258, 24 horas, e postos de atendimento presencial em delegacias especializadas.

Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes