Ir para o conteúdo

'Soltinho' nas redes, Alckmin conquista jovens e irrita opositores

Vice-presidente tem se mostrado cada dia mais a vontade na função

Geraldo Alckmin e sua descontração

O vice-presidente e ministro Geraldo Alckmin (Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços) divulgando feitos da pasta não parece o assunto mais popular do atual governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas redes sociais. Mas, sob o olhar do "dr. Geraldo", até o Reiq (Regime Especial da Indústria Química) do BNDES ganhou impulso no Twitter e recebeu 9.000 curtidas, além de mais de 800 mil visualizações.

O gancho foi um trocadilho entre Reiq e a terapia alternativa oriental reiki. O próprio Alckmin aparecia no retrato aplicando a técnica, que não tem comprovação científica.

A abordagem cômica de Alckmin nas redes começou em 9 de agosto, com uma referência ao meme do pikachu surpreso. A publicação anunciava a extensão da isenção recíproca de visto para o Japão -por isso, a publicação recorria ao desenho japonês.

Foi um sucesso: 23 mil curtidas, 2.000 retuítes e alcançou 994 mil pessoas só no Twitter. No Instagram, foram outras 21,5 mil curtidas.

O êxito fez a equipe de Alckmin reorientar a estratégia e passar a adotar referências jovens. Pessoas envolvidas na produção de conteúdo do vice-presidente dizem, entretanto, que o humor fica restrito às imagens. O texto preserva o compromisso com o interesse público e com as informações oficiais.

Com o tempo, até a alcunha "dr. Geraldo", que já circulava na internet desde as aparições de Alckmin em programas televisivos como comentarista de saúde, começou a fazer parte das publicações do próprio vice-presidente.

Chegou a se comentar que a comunicação irreverente era obra de Fabio Cabral, marqueteiro de Alckmin durante a campanha, o que o próprio Cabral negou à reportagem. Membros da Vice-Presidência dizem à reportagem que é um processo colaborativo, em que o próprio vice-presidente colabora na seleção da agenda de publicações. Um diferencial do time seria ter pessoas de todas as idades.

Sinal do êxito do vice-presidente e ministro é o índice de popularidade digital da Quaest Consultoria, em que Alckmin aparece na terceira colocação em novembro. Completam o pódio Fernando Haddad (Fazenda) e Flávio Dino (Justiça e Segurança Pública), que irá assumir cadeira no STF em 2024.

Simone Tebet (Planejamento) aparece na quarta colocação, o que faz os chefes das pastas econômicas estarem em três posições do top 5.

Entre os ministros da área econômica, Alckmin é o que mais publica no Instagram e o único que ganhou seguidores em todos os meses deste ano. A aposta da equipe da vice-presidência nos memes surtiu efeito, mostram os dados da plataforma de monitoramento Crowdtangle.

A assiduidade de Alckmin na tarefa de bombar nas redes veio de ainda antes da guinada estratégica. Visa cumprir uma missão dada pelo presidente Lula (PT), ainda na primeira reunião do corpo ministerial no começo do ano em janeiro.

O vice-presidente, desde então, anda com três celulares e é o que mais posta no Instagram.

Dr. Geraldo se preocupa em divulgar ações de todo o governo e dá especial atenção a assuntos econômicos, de acordo com membros da equipe do vice-presidente. O foco na economia também faz parte das diretrizes da Secom (Secretaria de Comunicação Social) da Presidência, segundo nota enviada à reportagem.

No caso do emblemático vídeo, em que Dr. Geraldo tirou o boné para o hip-hop, foi o próprio vice-presidente que propôs o vídeo. Fora uma promessa que o vice-presidente havia feito durante visita do ativista e rapper gaúcho MC Rafael Rafuagi. Um assessor apenas deu a ideia de Alckmin usar boné, em vez do chapéu.

Outra motivação de Alckmin é impulsionar as ações do MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços), sob o seu comando. A pasta abriga o BNDES, a Apex (Agência de Promoção à Exportação), o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), o Inpi (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) e a Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus).

O vice-presidente já tinha sucesso nas redes sociais, sobretudo em interações com o presidente Lula.

A nova abordagem conseguiu avançar ao jogar os holofotes também sobre as ações do ministério.

As mensagens miram, sobretudo, os jovens eleitores. As paródias de cenas famosas da cultura pop já foram várias: a série sobre caminhoneiros Carga Pesada, os desenhos Dragon Ball Z, Pokemon e Caverna do Dragão.

Já teve até interação com a Anitta e close nas funny socks ao lado do fotógrafo oficial de Lula, Ricardo Stuckert. Esportes populares como futebol, surfe e skate também aparecem na pauta do Dr. Geraldo.

Assessores de Alckmin reconhecem que o humor às vezes não surte o efeito esperado. Nesses casos, os opositores mais ferozes não perdoam e deixam comentários ácidos. Entre os críticos, estão apoiadores conhecidos do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

A equipe do vice-presidente, entretanto, afirma que vai continuar a testar inovações nas redes do Dr. Geraldo, para se manter sobre a onda de sucesso.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes