Ir para o conteúdo

Suframa e PM alinham reforço da segurança nas linhas de ônibus do Distrito Industrial

O foco é direcionado, principalmente, para os ônibus que cumprem rotas diárias até as fábricas

Reunião foi realizada nesta sexta-feira

O superintendente da Suframa, Bosco Saraiva, e o comandante-geral da Polícia Militar do Estado do Amazonas, coronel Klinger Paiva, reuniram-se na manhã desta sexta-feira (1º), na sede da Autarquia, para discutir melhorias na segurança do transporte coletivo na área do Distrito Industrial de Manaus. O foco é direcionado, principalmente, para os ônibus que cumprem rotas diárias até as fábricas.

O reforço na segurança visa combater aos constantes assaltos registrados recentemente na localidade, como o ocorrido na última sexta-feira (24), quando um grupo de funcionários de uma empresa foi rendido por homens armados, por volta das 5h30, quando se dirigia até o local do trabalho. O fato ocorreu na rua Quartzo, bairro Tancredo Neves, zona Leste.

"É uma situação que mexe com a rotina e a vida de muita gente. Essa ação é justamente para garantir o direito dessas pessoas, de ir e vir ao local de trabalho, sem qualquer incidente. Por isso, conversamos com o comandante e contamos com o apoio da Polícia Militar para garantir  segurança aos nossos industriários e às famílias deles também", justificou o superintendente Bosco Saraiva.

A presença do policiamento também tem o caráter de inibir o avanço das invasões em terras federais localizadas no Distrito Agropecuário da Suframa (DAS) e na área de expansão do Distrito Industrial.

A Autarquia tem conversado com as empresas sobre o assunto, durante visitas técnicas realizadas nesses locais, e até feito ações diretas de enfrentamento aos invasores, dentro do que rege a legislação, mas, mesmo assim, o problema continua.

A ação mais recente, que contou com o apoio de vários órgãos, conseguiu desmobilizar uma invasão na avenida Flamboyant, zona Leste de Manaus, com a retirada de construções irregulares erguidas principalmente no meio-fio e nas calçadas.

"Precisamos blindar o nosso Distrito Industrial dessas ações irregulares. E tanto os assaltos a ônibus quanto as invasões precisam ser combatidos. Ao unir forças, mais cedo daremos a resposta que a sociedade espera de nós", salientou o superintendente Bosco Saraiva.

Publicidade BEMOL
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade UEA

Mais Recentes