Ir para o conteúdo

Trio é preso por roubo de R$ 17 mil a comércio do interior do AM

O crime ocorreu no dia 31 de janeiro, no Careiro da Várzea

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 35ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Careiro da Várzea (a 25 quilômetros de Manaus), com o apoio do Departamento de Inteligência de Polícia Judiciária (DIPJ/PC), deflagrou, na quinta-feira (29/02), a Operação Êxodo 20, que resultou na prisão de um trio envolvido no roubo de R$ 17 mil de uma comerciante. O crime ocorreu no dia 31 de janeiro deste ano, naquele município.

Os presos Ana Priscila Ramalho de Moraes, 24; Cleuton Azevedo de Carvalho, 49; e Ivony Marques dos Santos, 21, foram localizados nos municípios de Careiro da Várzea, Autazes (a 113 quilômetros de Manaus), e Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros), respectivamente.

De acordo com o delegado David Jordão, da 35ª DIP, a ação policial teve como objetivo cumprir mandado de prisão preventiva de Cassiano Leão, apontado como principal executor do roubo. Já Ana Priscila, Cleuton e Ivony deram apenas apoio logístico à fuga de Cassiano.

“Na ocasião do crime, a vítima havia acabado de sair de uma casa lotérica, juntamente com seu filho de 10 anos, e ao chegar em frente à sua residência, foi abordada por Cassiano, que estava portando um simulacro de arma de fogo, e arrancou a bolsa dela levando o dinheiro e demais pertences. Em seguida, fugiu na motocicleta da vítima”, explicou o delegado.

Ainda segundo David Jordão, o autor fugiu da cidade com a ajuda dos demais comparsas, já presos. Logo após o crime, ele distribuiu celulares e o dinheiro roubado para os demais envolvidos.

“Assim que tomamos conhecimento da participação dos envolvidos na ação criminosa, iniciamos as diligências e foi representada à Justiça por mandados de prisão e de busca e apreensão. Ao todo, cumprimos três mandados de busca e apreensão e três de prisão em Careiro da Várzea, Autazes e Presidente Figueiredo.

A autoridade policial destacou que as prisões realizadas são uma resposta da Polícia Civil para a sociedade que ficou assustada com a violência empregada pelo assaltante. Com o apoio da população foi possível chegar aos autores e assim o grupo criminoso foi retirado de circulação

“As investigações prosseguem, pois existem dois foragidos nos estados de Mato Grosso e Goiás, sendo um deles o Cassiano Leão”, finalizou.

Os autores irão responder por roubo qualificado e ficarão à disposição da Justiça.

Publicidade TCE
Publicidade CIESA
Publicidade UEA

Mais Recentes