Ir para o conteúdo

Uso de novas tecnologias no setor de RH é debatido por gestores em Manaus

FPFtech recebeu grupo de executivos para apresentar ferramentas que podem auxiliar no dia a dia do RH

Do recrutamento de candidatos até o acompanhamento do desempenho dos colaboradores, cada vez mais o uso da tecnologia e de ferramentas inovadoras tem sido absorvido pelo setor de RH (Recursos Humanos) das empresas. Para discutir essa constante necessidade de atualização do setor, a FPFtech (Fundação Desembargador Paulo Feitoza) abriu suas portas para o Grupo de Executivos de RH de Manaus, apresentando soluções desenvolvidas especialmente para a gestão de pessoas, que são aplicadas de maneira bem-sucedida internamente e em empresas do PIM (Polo Industrial de Manaus).

Um dos softwares desenvolvidos especificamente para o setor de RH pela FPFtech é o Level Up, uma plataforma de mapeamento de competências dos colaboradores. Segundo Elaine Garcia, gerente de negócios da fundação, este é apenas um exemplo de como é essencial que o setor de RH esteja alinhado com as tendências tecnológicas. Garcia destacou ainda a importância da troca de informações com gestores de RH para alinhar a formação de profissionais de acordo com as necessidades do mercado.

“Muitas vezes, o mercado desconhece e vai procurar parceiros e ferramentas externas, sendo que temos essas soluções aqui na região voltadas para o setor de RH. Como a gente está numa área muito tecnológica, quem trabalha com isso precisa estar na vanguarda dessa formação, então precisamos entender para onde o mercado está evoluindo no sentido de conhecimento para que nós, enquanto parceiros de educação, possamos formar esses profissionais porque senão ninguém vai conseguir contratar lá na frente”, ressaltou Elaine. Atualmente com a etech (Escola Tecnológica da FPFtech), a fundação também tem papel crucial como formadora de mão de obra dessas áreas técnicas, com os cursos de Automação Industrial e Desenvolvimento de Software.

Para Leuza Medeiros, diretora técnica da Sinapsy Consultoria e uma das coordenadoras do Grupo de Executivos de RH de Manaus, a tecnologia pode dar suporte a todas as áreas do RH, desde a gestão da experiência do colaborador até questões burocráticas como folha de pagamentos e benefícios. “A tecnologia é uma parceira indiscutível de todo o processo da empresa. O RH está em todas as áreas da empresa, então essas práticas precisam ser suportadas pela tecnologia senão a gente não consegue acompanhar”, disse Medeiros.

Reforçando como a utilização de ferramentas tecnológicas pode auxiliar a área de Recursos Humanos, o gerente de projetos da FPFtech, Alexandre Amorim, apresentou ferramentas que ajudam na colaboração entre as pessoas e na aplicação do método ágil no setor de RH, como o sistema Kanban, para estimular a auto-organização das equipes. No entanto, ele também pontuou como o fator “humano” é importante em qualquer processo dentro da empresa, mesmo aqueles que aparentemente são mais automatizados. “Na nossa experiência, fazer software é um trabalho muito mais criativo do que se imagina. Precisamos priorizar a colaboração entre as pessoas mais do que processos e ferramentas”, ratificou Amorim.

No encontro, esse também foi o pensamento compartilhado pelo CEO da FPFtech Luis Braga, que destacou as pessoas com o ativo mais importante de uma organização. “As pessoas são o bem mais importante da empresa e levamos isso muito a sério. Para conseguir inovar, pode falar da tecnologia ou novidade que for, mas se não trabalhar em paralelo com as pessoas não é possível ter resultados. Não são robôs que conversam, que convencem, que criam coisas novas; isso são apenas ferramentas que as pessoas utilizam”, concluiu.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes