Ir para o conteúdo

Vídeo: 'Rinha’ tinha 80 galos na BR-174; veja como os animais brigavam

Vídeo mostra como os galos eram colocados para brigar com apostas que chegavam a R$ 20 mil.

Briga de galo é proibida.

O Batalhão de Policiamento Ambiental do Amazonas (BPAmb), desarticulou, neste sábado (27), uma rinha nacional de galos no ramal do Pau Rosa, localizado na BR-174, no Amazonas, após denúncia anônima à Comissão de Proteção aos Animais da Assembleia Legislativa do Amazonas (CPAMA-Aleam). No local, mais de 80 galos foram apreendidos e resgatados pela CPAMA. E cerca de 16 ‘rinheiros’ foram detidos.

As anotações das apostas, nome dos donos dos galos e informações sobre 200 pessoas envolvidas com as rinhas foram encontradas no local. A estrutura toda montada com arena e ventiladores, contava com vários ‘torcedores’.

De acordo com informações de testemunhas, os realizadores das rinhas são de Boa Vista (RR) e cobravam 100 reais, por pessoa, para a entrada do evento criminoso, e as apostas mínimas eram de R$ 500, indo para R$ 10 mil a R$ 20 mil.

Os animais estavam em situação de maus-tratos, com lesões peitorais, nas asas, com hipertermia (aumento da temperatura corporal do animal devido à exposição excessiva ao sol e ao calor), alguns cegos e sem esporão. No local também foi encontrado esporão artificial e galos mortos.

Em imagens compartilhadas na internet um homem filma o momento em que um galo mata outro em questão de segundos.

No Amazonas, a Lei Estadual nº 6.423/2023 proíbe a prática de brigas (rinhas) de animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos no Amazonas. O alojamento dos animais encontrados era um espaço pequeno, gradeado e sem a devida limpeza e alimentação.

Segundo a legislação, a pessoa que for denunciada e condenada por praticar rinha, será multada no valor de R$ 1.500,00 (um mil e quinhentos reais), podendo chegar até R$ 20.000,00 (vinte mil reais), dependendo da infração e do estado do animal.

VREJA O VÍDEO

0:00
/
Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes