Ir para o conteúdo

Advogado de Tefé é preso suspeito de cometer vários crimes

Luiz Gonzaga Souza Lima foi preso em um hotel, em Boa Vista (RR)

Advogado estava foragido

O advogado Luiz Gonzaga Souza Lima foi preso, nesta quarta-feira (6), por estelionato, lesão corporal e apropriação indébita. Ele atuava no município de Tefé e foi preso em um hotel em Boa Vista (RR).

De acordo com a delegada Nathalia Thayse Oliveira, da Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Tefé, as investigações iniciaram após o recebimento de diversas denúncias, informando que Luiz atuava como advogado e, após assumir o caso, ele entrava em contato com as vítimas cobrando valores exorbitantes e desproporcionais por seus serviços, na ocasião, ele se apropriava dos valores.

“Durante as diligências, foi constatado que ele solicitava um valor financeiro e se apropriava dos veículos das vítimas, utilizando o argumento de que seria para ‘agilizar’ o processo jurídico. Nós verificamos que, em alguns casos, quando havia a recusa do cliente na hora de efetuar o pagamento, o autor passava a ameaçar as vítimas, chegando até mesmo a utilizar a violência”, disse.

Ainda conforme a autoridade policial, Luiz Gonzaga estava foragido do município de Tefé, no decorrer das investigações, foi possível identificar que ele estava residindo em Boa Vista.

“Com apoio da Polícia Civil de Roraima, identificamos que estaria localizado em um hotel de Boa vista, onde foi realizada a sua prisão”, contou.

Luiz Gonzaga Souza Lima Neto responderá por estelionato, lesão corporal e apropriação indébita e ficará à disposição da Justiça.

Confira na íntegra a nota da OAB

NOTA OFICIAL DA OAB – SUBSEÇÃO DE TEFÉ

A Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção de Tefé, vem a público manifestar-se sobre a prisão do Advogado Luiz Gonzaga Neto, OAB/AM 11.160, ocorrida na manhã de hoje, 06/03/2024, na cidade de Boa Vista, em decorrência de suspeitas de envolvimento em diversos delitos.

A OAB/AM – Subseção de Tefé esclarece que foi previamente comunicada sobre as investigações em curso e a prisão preventiva de Luiz Gonzaga Neto. Desde então, tem acompanhado de perto todos os desdobramentos, assegurando a observância das prerrogativas profissionais do advogado.

Reafirmamos o compromisso da Ordem em zelar pela defesa dos direitos e prerrogativas dos advogados, ao mesmo tempo em que repudiamos qualquer conduta que viole os princípios éticos que norteiam a advocacia.

A OAB – Subseção de Tefé reitera seu compromisso com a justiça e a transparência, estando à disposição para cooperar plenamente com as autoridades competentes durante todo o desenrolar desse caso.

Publicidade TCE
Publicidade CIESA
Publicidade UEA

Mais Recentes