Ir para o conteúdo

AMORDAÇARAM O AMO! – Excluir o item “desafio” do Festival de Parintins cria clima de indignação na ilha

Zezinho Faria protesta contra decisão de acabar com o desafio dos amos

Zezinho Faria com Maria, filha de Lindolfo Monteverde

Indignação, revolta e frustração. Estes foram os sentimentos expressados pelo empresário Zezinho Faria, um dos primeiros presidentes do boi bumbá Garantido nos anos 1970-1980, ao protestar contra a decisão da organização dos dois bumbás em acabar com o “desafio” de amos, que é uma tradição do Festival Folclórico de Parintins.

— Com isso amordaçaram  o amo do boi, que tem a função de “versar e desafiar”. Agora se tornou  proibido inclusive provocar o adversário. Aliás, não pode mais nem elogiar.  Portanto os versos do desafio foram banidos do festival –, reagiu Zezinho em entrevista ao marioadolfo.com.

Zezinho tem motivos de sobra para estar revoltado. Criado dentro do Garantido, que durante muitos anos foi colocado na rua com a ajuda das empresas de seu pai, ele é o irmão mais velho do lendário apresentador Paulinho Faria – morto pela Covid 19 em 2020 –, e  pai de João Paulo Faria, o atual amo do vermelho.

— Todos sabem que o João Paulo faria é especialista no embate direto com os desafios e tem vencido o festival desta forma, desde que estreou em 2022 -, avaliou o pai do amo.

Zezinho comentou ainda que o ítem “desafio” era a pegada do escracho, da brincadeira e do humor do boi. Lindolfo Monteverde, criador do Garantido e Luiz Gonzaga, do Caprichoso, já sabiam disso e sempre “pegaram” nas apresentações dos anos dourados do festival, lembra o empresário.

Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes