Ir para o conteúdo

DCE-Ufam repudia decisão que retira bônus a alunos do AM no Sisu

Na nota, o DCE-Ufam classificou a medida como um duro golpe e que os estudantes estão sendo punidos com a decisão “vergonhosa”

O Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal do Amazonas (DCE-UFAM) divulgou uma nota de repúdio à decisão da Justiça Federal que excluiu a bonificação de 20% aplicada no cálculo da nota do Sistema de Seleção Unificado (Sisu) para ingresso na instituição federal.

No dia 25 de janeiro, a juíza federal Marília Gurgel Rocha de Paiva e Sales suspendeu uma portaria que garantia a porcentagem no certame, no âmbito de uma ação movida por um estudante do Distrito Federal que disputa vaga no curso de Medicina da Ufam com o argumento de que a bonificação  “prejudica o ingresso de estudantes de outras unidades da Federação, deixando mais longe o acesso ao curso desejado”.

Na nota, o DCE-Ufam classificou a medida como um duro golpe e que os estudantes estão sendo punidos com a decisão “vergonhosa”.

“Manifestamos total solidariedade aos estudantes do Amazonas que estão sendo punidos com a decisão da magistrada, que viola a tentativa de corrigir distorções socioeconômicas, a magistrada parece desconhecer ou ignorar as especificidades de nossa região, mais especificamente do Estado do Amazonas, desconsiderando a diversidade territorial, sociocultural, econômica e humana”, diz trecho da assinada pela presidente do DCE-Ufam, Rita Vieira.

O diretório, que representa os discentes da Ufam, prega a “união de toda comunidade universitária contra tal decisão que afeta irreparavelmente os estudantes do estado do Amazonas”, e exige que ela seja revogada “para reverter a injustiça social”.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes