Ir para o conteúdo

Morte de Djidja Cardoso vira caso de polícia após revelações da família

Confira a linha de investigação da Polícia Civil do Amazonas para elucidar as reais causas da morte de Djidja

Djidja Cardoso foi sinhazinha do Boi Garantido

Diante das inúmeras revelações que ganharam as redes sociais, a morte da ex-sinhazinha da fazenda do Garantido, Djidja Cardoso, virou caso de polícia, que está investigando as reais causas da morte. Djidja tinha 32 anos e morreu na terça-feira, 28/05, gerando grande comoção nas redes sociais.

O que aconteceu logo em seguida foi assutador. As redes sociais e e perfis de fofoca foram inundados com áudios, acusações e brigas da família. Um dos primos chega a acusar a família de Djidja Cardoso de ser responsável pela morte da avó, dois anos atrás.

O corpo de Djidja já foi submetido a exame pericial e necroscópico no Instituto Médico Legal (IML) de Manaus, conforme a polícia. Os parentes estão sendo ouvidos pela Polícia Civil (PC), que tenta verificar o uso de drogas sintéticas em virtude dos áudios vazados da família.

Despedida de Djidja

A droga

A droga relatada por familiares da própria Djidja em áudios que já estão com a polícia é a ketamina, também escrita como cetamina ou quetamina. O sinsético é um composto utilizado para induzir e manter anestesia (em pessoas e animais), por criar estado de transe, proporcionando alívio de dor e sedação.

Justiça decreta prisão da mãe, irmão e funcionários do salão de Djidja
Áudios vazados da família mostram uso de drogas por parte da família inteira da ex-sinhazinha

Recentemente, os médicos legistas americanos de Los Angeles concluíram que "altos níveis de cetamina" encontrados nas amostras de sangue do ator de Friends, Matthew Perry, provocaram a morte dele em outubro de 2023.

O desabafo da tia 
Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes