Ir para o conteúdo

Navio petroleiro segue encalhado na Costa do Tabocal

O acidente aconteceu no início do mês. A empresa garantiu ao Ibama que está tomando todas as medidas necessárias

Navio está carregado de nafta, um subproduto do petróleo - Foto: Divulgação

O navio petroleiro Minerva-Rita segue encalhado em um trecho da Costa do Tabocal, em Itacoatiara, após errar o caminho e passar por uma área rasa do Rio Amazonas. O acidente aconteceu no início do mês. As informações são do G1 Amazonas.

De acordo coma publicação, o navio está carregado com 18 mil m³ de nafta, um subproduto do petróleo, e 8.499 m³ de gasolina.

Na sexta-feira (22), uma equipe técnica de Prevenção e Atendimento a Emergências Ambientais do Ibama esteve no local e realizou mais uma vistoria à embarcação, que pertence a uma refinaria de Manaus.

Ao órgão, a empresa responsável pela embarcação garantiu que estão sendo tomadas as medidas necessárias de prevenção e suporte ao navio: "Não há, assim como nunca houve, qualquer indício de vazamento de óleo na localidade", disse.

Uma equipe do Ibama esteve na Balsa de Apoio BT Miss Bella e constatou a presença de diversos equipamentos e mecanismos de resposta em casos de vazamento de combustíveis na embarcação. Mergulhadores também realizaram análises e confirmaram que a estrutura, que possui casco duplo, não teve vazamento de combustível.

Em reunião com o Ibama, na última semana, a Capitania dos Portos também afirmou que apesar do rasgo no casco, com dimensões de 2 metros de altura por 6 metros de largura, o navio está em condições seguras para a navegação.

Vistorias no local, realizadas diariamente de 11 a 19 de dezembro, confirmaram a integridade da estrutura e a ausência de derramamento de combustível nos arredores. O navio permanece alinhado e não há indícios de danos significativos, apesar de o Instituto ainda não ter conclusão definitiva.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes