Ir para o conteúdo
AmazonaszfmPIMfaturamento

Polo Industrial de Manaus fatura R$ 130,77 bilhões de janeiro a setembro de 2023

Em relação aos empregos, o PIM registrou 112 mil ocupações, o melhor resultado desde o ano de 2015

As empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) registraram faturamento de R$ 130,77 bilhões no período de janeiro a setembro de 2023, valor que demonstrou estabilidade em relação ao mesmo período do ano anterior e crescimento de 1,28% no acumulado de 12 meses. Em dólar, o montante atingiu US$ 26.2 bilhões, um incremento de 1% ante os US$ 25.9 bilhões no mesmo intervalo de 2022.

Os investimentos produtivos realizados pelas empresas do PIM saltaram de US$ 8.4 bilhões para US$ 9.7 bilhões, um incremento de 15% considerando a média mensal com dados até setembro de 2023.

Em relação aos produtos, foi registrado aumento na produção física no período de janeiro a setembro: receptor de sinal de televisão (157,1%); Unidade evaporadora para Split System (120,5%); unidade condensadora para Split System (118,4%); condicionador de ar janela (63%); microcomputadores – desktop (58,1%); televisor com tela LCD (21,04%); condicionador de ar split system (19,8%); auto rádio e aparelhos reprodutores de áudio (21,5%); rádios e aparelhos de áudio (18,4%); motocicletas, motonetas e ciclomotos (15,6%); aparelhos de barbear (10,8%); forno micro-ondas (8,3%) e; lâminas e cartuchos (6,17%).

A elevação expressiva da venda de motocicletas no Brasil está relacionada com o fato de esse tipo de veículo ter se firmado como opção de transporte mais acessível que os automóveis e ter papel fundamental no mercado de entregas. Além disso, a modalidade do consórcio tem sido utilizada para aquisição de motocicletas, especialmente aquelas de 250 cilindradas, como uma opção à escassez de oferta de crédito.

Sobre os condicionadores de ar, que registraram queda de produção no ano passado, atribui-se o bom desempenho deste ano em virtude das altas temperaturas registradas no Brasil ao longo deste ano.

Segmentos
Considerando o incremento de faturamento em reais, destacaram-se os setores: Mineral não metálico, com crescimento de faturamento de 81,5%; Vestuário e Calçados, com incremento de 49,9%; Duas Rodas, aumento de 20,6%; Editorial e Gráfico, 19,8%; beneficiamento de borracha, 18,8%; brinquedos, 17,7%; Mecânico, 12%; isqueiros, canetas e barbeadores, 10,1%; bebidas, 9,8%; produtos alimentícios, 9,5% e eletroeletrônico, com crescimento de 5,8%. Este último, pelo peso no faturamento global, juntamente com o Polo de Duas Rodas, garantiram um bom desempenho do parque industrial amazonense.

Empregos
Em relação aos empregos, o PIM registrou 112 mil ocupações, o melhor resultado desde o ano de 2015, quando este total foi de 108.805 trabalhadores. Tal resultado impactou positivamente o valor de salários, encargos e benefícios sociais aos trabalhadores. O montante relativo à média mensal de R$ 710 milhões em relação a esta variável foi 8% superior ao do ano anterior.

Análise
O superintendente da Suframa, Bosco Saraiva, avalia como positivo o fluxo de estabilidade nos números relacionados aos indicadores. “A avaliação é positiva, pois os investimentos produtivos das empresas mantiveram-se estáveis e, para os próximos meses, esperamos um aquecimento dessa produção, principalmente por conta da expectativa em torno das compras de fim de ano”, salienta Saraiva.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes