Ir para o conteúdo

Preço dos ovos de Páscoa varia até 225% em Manaus, diz Procon-AM

Levantamento aponta variação de valores entre produtos da mesma marca que podem chegar a mais de 225%

Fiscalização passou por sete redes de supermercados que atuam na capital

O Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM) divulga, nesta sexta-feira (22/03), a pesquisa de preços com os produtos mais procurados para a Páscoa como chocolates, ovos de Páscoa e pescados. O levantamento mostra variações de preços que podem chegar a mais de 225%, entre produtos da mesma marca, em lojas diferentes.

Conforme o Departamento de Fiscalização do órgão, o levantamento foi realizado entre os dias 18 a 22 deste mês, e passou por estabelecimentos comerciais de sete redes de supermercados que atuam na capital. Na pesquisa, diversos itens foram comparados.

“Nós realizamos essas pesquisas para auxiliar o cidadão amazonense a encontrar as melhores opções de compra, conforme a sua condição financeira. Além disso, o Procon também avalia se os supermercados e demais estabelecimentos comerciais estão atentos ao cumprimento das regras previstas pelo Código do Consumidor e quando detecta irregularidades, aplica as sanções pertinentes ao caso”, explica o diretor-presidente do Procon-AM, Jalil Fraxe.

Detalhamento da pesquisa

Os dados foram coletados em supermercados de todas as zonas de Manaus. Entre os produtos pesquisados, o bacalhau foi um dos que apresentou a maior variação de preço (225,4%). Em um supermercado da zona centro-sul, o produto foi encontrado a um valor de R$ 49,99 o quilo, enquanto em outro, na zona norte, o mesmo produto estava sendo comercializado a R$ 162,69.

O pirarucu também apresentou uma variação alta entre os estabelecimentos pesquisados. Em um supermercado da zona norte, o produto foi encontrado a R$ 28,55 o quilo, enquanto em outro, na zona centro-sul, foi encontrado a R$ 92,89 o quilo (225,7%).

Já o tambaqui, pescado típico da região, apresentou variação de preço menor entre os mercados pesquisados. Em uma das lojas ele foi encontrado a R$ 18,90 a banda, e em outra, a R$ 27,99 (48%).

Os chocolates e ovos de Páscoa também foram alvos da pesquisa. Para esses produtos, a diferença de preço pode variar em até 57%, dependendo da zona da capital. Em uma das lojas, por exemplo, a caixa de chocolate de uma determinada marca foi encontrada a R$9, e a R$14,90 em outra em outra região.

“O consumidor tem que ficar atento na hora de fazer as suas compras. Ele pode e deve comparar a marca, o peso, o preço e o prazo de validade de cada produto. Pesquisar é fundamental porque ajuda a identificar as melhores opções de compra e a evitar o superendividamento”, recomenda o diretor-presidente do Procon-AM.

Denúncias

Para realizar uma denúncia, a população pode acionar o Instituto de Defesa do Consumidor por meio dos telefones (92) 33215-4009 ou 0800 092 1512, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, ou encaminhar a demanda pelo correio eletrônico: fiscalizacaoprocon@procon.am.gov.br.

Publicidade TCE
Publicidade CIESA
Publicidade UEA

Mais Recentes