Ir para o conteúdo

Roda de conversa com Milton Cunha marca o encerramento da exposição Vestuário da Sinhazinha

A roda de conversa aborda o processo criativo que existe por trás dos figurinos de itens do Festival de Parintins. Evento será realizado na sexta-feira (12/07)

Na sexta-feira (12/07), às 19h, no Palacete Provincial, situado na Praça Heliodoro Balbi, s/nº, Centro de Manaus, acontece o encerramento da exposição “Vestuário da Sinhazinha: expressões e cores em Parintins” da artista e figurinista Djane Senna. O encerramento é marcado pela roda de conversa “Parintins em foco: detalhes do processo criativo”, conduzida pelo carnavalesco e especialista em arte indumentária Milton Cunha. A exposição é uma iniciativa do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. A entrada é gratuita.

A exposição está em exibição desde 18 de junho e segue até 13 de julho. A curadoria é de Paulo Holanda, docente da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). O evento terá a presença também de Rafael Andrade e Kaleb Aguiar, todos com experiências em figurinos de itens no Festival de Parintins e conta com mediação de Adan Renê e João Gustavo Kienen. O Palacete Provincial funciona às segundas, terças, quintas, sexta e sábado, das 9h às 17h.

Processo criativo

Na roda de conversa conduzida por Milton Cunha, vai ser abordado todo o processo criativo que existe por trás dos figurinos de itens do Festival de Parintins, como apresentador, sinhazinha da fazenda, porta-estandarte e cunhã-poranga.

A figurinista Djane Senna explica o que será oferecido ao público nesse grande encontro representativo. “O público pode esperar um grande evento. Por isso, a gente vai contar com a presença do incrível Milton Cunha. Ele é uma das maiores autoridades quando a gente pensa em figurino, indumentária, Carnaval, Festival de Parintins”, convida a artista.

Djane ressalta que no encontro serão abordadas a seleção de materiais, elaboração das cores, e a criação de narrativas visuais. Cada aspecto deverá ser examinado, oferecendo insights valiosos sobre essa forma de expressão artística que é o Festival de Parintins.

“Acho importante para todo mundo que está começando e que, as vezes, quer ser figurinista e não sabe como, então, é um evento para todos os públicos, não apenas do boi, mas também do Carnaval, um público em geral que se interessa por indumentária, por moda,” salienta.

A artista, que já vivenciou de perto os bastidores, pôde perceber o quão trabalhoso é a produção desses itens: “A realidade das pessoas que trabalham por trás, nos bastidores, é muito complicada. Pode faltar material, mas não falta amor e dedicação. Então, acho muito importante a exposição por isso, para que as pessoas tenham acesso ao trabalho do artista, ” destaca Djane.

A exposição conta com os vestidos de sinhazinha sob confecção da artista Djane Senna, que foram utilizados em aparições da sinhazinha e oportunizaram a cultura bovina sob a ótica dessa artista. Ao todo são oito peças desenvolvidas para a personagem “Sinhazinha da Fazenda” do maior festival folclórico a céu aberto do mundo.

A roda de conversa é direcionada a estudantes, profissionais e entusiastas das áreas de moda, artes cênicas, design e todos os interessados na cultura brasileira e na arte do figurino.

Publicidade BEMOL
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade UEA

Mais Recentes