Ir para o conteúdo

Dito & Feito: AGORA VAI!

Indiciado por fraude em cartões de vacinação da covid-19, Bolsonaro pode pegar de 3 a 15 anos de prisão

Charge de Mário Adolfo

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) seu ex-ajudante de ordens Mauro Cid e outros aliados foram indiciados pelos crimes de associação criminosa e inserção de dados falsos em sistema de informações, no inquérito que apura suposta fraude em cartões de vacinação da covid-19.

Ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL), o tenente-coronel Mauro Barbosa Cid Ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL), o tenente-coronel Mauro Barbosa Cid disse à Polícia Federal (PF), em depoimento, que emitiu os certificados falsos de vacinação contra a Covid em nome de Bolsonaro (PL) e de sua filha de 12 anos a mando do próprio ex-presidente. As informações são do G1.

Mauro Cid informou que os dois documentos foram impressos no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República, e entregues a Bolsonaro em mãos. A delação de Mauro Cid ainda é mantida em sigilo, mas trechos do documento foram incluídos pela PF no relatório que embasou o indiciamento de Bolsonaro, Cid e mais 15 pessoas.

Dois crimes

O inquérito da Polícia Federal indicia o ex-presidente Jair Bolsonaro por dois crimes: inserção de dados falsos em sistema de informações (art. 313-A do Código Penal) e associação criminosa (art. 288 do Código Penal).

*

Advogados ouvidos pela CNN apontam que a pena para estes crimes pode ir de 3 a 15 anos de prisão, a depender dos agravantes e atenuantes.

Houve crime

O indiciamento significa que a Polícia Federal (PF), ao concluir a investigação, avaliou que há indícios suficientes de autoria de crimes pelo grupo.

*

Agora, o caso segue para o Ministério Público Federal avaliar se há elementos para denunciar Bolsonaro e os outros indiciados.

Cai mais um na Saúde

Anoar Samad: Sem clima para continuar, ele é o 5º secretário exonerado na Saúde

Caiu o 5º secretário de Saúde do governo Wilson Lima.

Nesta quarta-feira (19),  governo do Amazonas anunciou a exoneração do secretário de Saúde do Estado, Anoar Samad.

*

A pasta já foi ocupada por Carlos Alberto Souza de Almeida Filho (ex-vice governador),  Rodrigo Tobias de Souza Lima, Simone Papaiz e Marcellus Campelo.

Insustentável

Devido a uma série de problemas na Saúde, que foram se  acumulando nos últimos meses, a permanência de Samad no cargo estava ficando insustentável. Como um estopim, a  crise foi pipocando.

A gota d´água

E a gota d´água foi a falta de pagamentos a empresas médicas, prestadores de serviços e a trabalhadores terceirizados.

Além das denúncias de falta de insumos e material nas unidades.

Palpite infeliz

Pra completar, no último dia 11 de março, Anoar  deu uma declaração que foi entendida como uma “indireta” à Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz) que é responsável pelos pagamentos.

*

— Uma coisa é você fazer gestão dos gastos. Agora, desculpa, gestão de pagamento, alguém tem que me ensinar”, disse.

Que venha a 6ª

Rápido no gatilho, o governador Wilson Lima já nomeou uma nova secretária. É Nayara Maksoud, enfermeira de carreira do próprio  quadro da SES.

*

Contado de 2005 para cá, Nayara é a  a sexta pessoa, na gestão do governador Wilson Lima (UB), a assumir o cargo

Os coreanos estão chegando

Com a promessa de gerar 3 mil empregos diretos e indiretos e um investimento de mais de R$ 750 milhões, o grupo sul-coreano  DS Multimedia Kiota, deu o primeiro passo para implantar uma fábrica no Polo Industrial de Manaus (PIM).

*

O anúncio foi feito nesta segunda-feira (18), na sede da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).

Videogate

Para colocar as coisas em pratos limpos, o secretário municipal de Comunicação, Israel Conte, foi à Câmara Municipal na manhã desta terça-feira (19) para tentar convencer que o vídeo veiculado semana passada e que compromete sua secretária não passa de uma monragem.

Videogate 2

As imagens mostram a entrega de uma sacola com valor em espécie a um homem na sede da Semcom.

O vídeo é  considerado pelo secretário como “uma sequência de imagens com trechos confusos, sem continuidade, com fortes indícios de manipulação”.

*

— Está claro que o vídeo contém fortes indícios de manipulação. Importa esclarecer os fatos para evitar que outras pessoas e instituições sejam atacadas. A gestão do prefeito David Almeida prima pela transparência e harmonia entre os poderes –, disse Israel.

Dessa Zambelli não escapa

Na sexta-feira (15), o Supremo Tribunal Federal (STF) retirou o sigilo dos depoimentos de militares e líderes políticos à Polícia Federal sobre a tentativa de golpe de Estado orquestrada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro.

*

A decisão desesperou muitos golpistas, entre eles a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP).

Dá um golpe aí!

Em seu depoimento em 17 de fevereiro, o ex-comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro Carlos de Almeida Baptista Junior revelou que a famosa pistoleira o pressionou a aderir à conspiração.

— Não deixe Bolsonaro na mão! –, apelou a parlamentar.

*

De imediato, o oficial afirma que teria repreendido a bolsonarista.

— Deputada, entendi o que a senhora está falando e não admito que a senhora proponha qualquer ilegalidade –, afirmou o oficial, segundo consta em seu depoimento à PF.

ÚLTIMA HORA

URGENTE – Ronne Lessa vai abrir o bico em delação premiada e  revelar quem mandou matar Marielli

Ronnie Lessa: O criminoso que disparou os tiros que matou Marielli vai contar tudo

O ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, anunciou na noite desta terça-feira, 19, que Alexandre de Moraes, ministro do STF, homologou a delação do ex-policial militar Ronnie Lessa, réu acusado de ter matado a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e de seu motorista, Anderson Gomes, em 2018.

— A colaboração premiada tramita em segredo de Justiça, obviamente este ministro não teve acesso a ela, como é evidente, mas nós sabemos que esta colaboração premiada, que é um meio de obtenção de provas, traz elementos importantíssimos que nos leva a crer que brevemente teremos a solução do assassinato da vereadora Marielle Franco –, afirmou Lewandowski na coletiva.

*

De acordo com o ministro  esse procedimento seguiu o estritamente o devido processo legal. Agora, Lessa deverá colaborar com as investigações e ajudar a esclarecer quem mandou matar Marielle, e por qual motivo.

Os assassinatos de Marielle e Anderson completaram seis anos em 2024, sem que tenha sido totalmente esclarecido. Embora os apontados como o autor dos disparos e o motorista que o conduziu naquela noite de 17 de março de 2018 no Rio de Janeiro estejam presos, ainda falta saber quem mandou matar Marielle.

ORGULHO

Solidariedade ao campeão: Fillol teve a medalha de campeão mundial roubada

O mundo do futebol  está solidário com o lendário goleiro Ubaldo Fillol, destaque da seleção da Argentina que foi campeã da Copa do Mundo de 1978. O campeão teve seu apartamento invadido e a medalha de ouro que recebeu pelo título roubada. Fillol, considerado um dos melhores goleiros argentinos da história e decisivo no primeiro mundial da 'Albiceleste', teve primeiro a chave de seu carro furtada enquanto jantava em um restaurante no bairro de Floresta, em Buenos Aires. Ao sair do local, deu falta de seus documentos e das chaves de casa. De posse da chave, os criminosos invadiram o apartamento de Fillol, em Buenos Aires, e roubaram, entre outros objetos, a medalha de campeão da Copa do Mundo de 1978, pela Argentina. O ex-goleiro teve passagem pelo Flamengo em 1984 e 1985.

VERGONHA

Tarado:Israel Leal molestou a nutricionista Larissa no elevador

A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza (CE) investiga o empresário Israel Leal Bandeira Neto (foto em destaque) por importunação sexual. Ele foi flagrado por câmeras de segurança de um prédio comercial da capital cearense ao passar a mão nas nádegas da nutricionista Larissa Duarte. Larissa encerrava o expediente de trabalho e entrava no elevador que conduz à garagem do edifício. Israel Leal entrou logo em seguida. Ao sair do elevador, o referido sujeito apalpou agressivamente as nádegas da Larissa e, de maneira covarde, fugiu pelo mesmo elevador. Nas mídias sociais, a empresa M7 Investimentos – onde o tarado trabalhava -,  informou que Israel foi afastado das atividades profissionais de imediato e definitivamente, sem prejuízo ao exercício do direito de defesa nas instâncias competentes.

Publicidade TCE
Publicidade CIESA
Publicidade UEA

Mais Recentes