Ir para o conteúdo

Dito & Feito: Viva o Gordo e Abaixo o Regime!

Jô nunca deixou de lado a sua verve política, mesmo nos momentos mais difíceis

A primeira vez que vi Jô Soares no palco foi no teatro, em  1978, quando ele estreou  a peça "Viva o Gordo e Abaixo o Regime!", onde fazia tudo: escrevia, dirigia, atuava e...nos matava de rir.  É claro que desde o título o humorista já  alfinetava  os conservadores de plantão. Em pleno regime militar, o  título fazia o trocadilho com a palavra “regime”, insinuando se tratar do “regime  alimentar”, e não o “regime político” vigente que prendia, torturava e  censurava , já que o Brasil ainda vivia uma ditadura. Depois daquela peça, sai do teatro extasiado e ainda mais convicto de que o humor é a maior arma de resistência aos ditadores.    Jô  nunca deixou de lado a sua verve política, mesmo nos momentos mais difíceis. Em 2019, ao homenageado pelo Prêmio Shell, cutucou o governo que começava:

— O Brasil não pode ter uma guinada tão violenta rumo à ignorância.

O showman do país

Jô era tudo. Uma  showman de múltiplos talentos – humorista, jornalista, escritor, ator, artista plástico, cineasta  e músico.

E em meio a esse turbilhão de talentos ainda encontrava tempo para ser humanista. Deixa um legado marcado por histórias da sua vida e tiradas irreverentes, que o colocam na galeria dos artistas mais importantes do Brasil.

A última entrevista de Jô Soares na televisão foi com o cartunista Ziraldo

Herói da resistência

Aos 81 anos, já fora da televisão e dos palcos, Jô Soares defendia que o caminho da arte e dos artistas brasileiros é o de continuar resistindo.

— Eu peguei duas ditaduras. Uma tive de jogar meus livros no lago do Ibirapuera porque tinha vermelho no título, para ver onde vai a paranoia. Isso tem de passar. A gente tem de remar mesmo que seja contra a corrente!

Politicamente incorreto

Ao longo da carreira, Jô Soares deu vida a centenas de personagens.

E diz que a maioria deles, hoje em dia, seriam considerados ‘politicamente incorretos’, como o célebre “Capitão Gay”.

Humor sem limites

Jô sempre se posicionou contra o humor politicamente correto.

E dizia até que é preconceituoso chamar o gordo de “gordinho”.

— O que tem de mal em ser gordo? A coisa mais careta e reacionária que existe é o politicamente correto. O humor não tem limites. A característica principal do humor é exatamente a irreverência –, afirma.

Peso pesado

Quem está com tudo e não está prosa é  o candidato a reeleição ao governo do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil).

O governador dá a largada na campanha com um leque de alianças de matar de inveja os nanicos.

Nada menos que 10 legendas engrossam as fileira de Lima: UB, PL, Republicanos, PSC, Avante, PTB, PP, Patriota, e PRTB e PMN. que entrou no barco na última hora.

Wilson Lima coloca duas máquinas administrativas e dez siglas no mesmo palanque

Duas máquinas

Além disse, Wilson entra de sola na campanha com duas ,máquinas administrativas: a do Governo do Estado e a da Prefeitura de Manaus, sob o comando do prefeito David Almeida que está fechadinho com Wilson

Juntos outra vez

Na convenção do MDB, realizada manhã desta sexta-feira (5),  que oficializou a candidatura do senador Eduardo Braga ao  Governo do Estado, duas costuras foram feitas.

A  união de Eduardo com senador Omar Aziz (PSD) que até pouco tempo eram “dois bicudos que não se beijavam” e concretização da promessa do ex-presidente Lula de unir os dois no mesmo palanque.

Recado de Lula

E por falar nisso, Lula mandou um áudio gravado que foi exibido em telão na convenção do MDB.

“Eu pretendo ir ao Amazonas novamente e quero conversar com o empresário, o estudante, o indígena, classe média e o pescador. Eu preciso me encontrar com vocês porque precisamos recuperar o crescimento do Amazonas” – disse o ex-presidente.

A vice de Nicolau

PSB e Solidariedade bateram o martelo.

A candidata a vice-governadora de Ricardo Nicolau é  a professora Cristiane Balieiro (PSB).

Cor de rosa choque

Aliás, nesta eleição tem muita mulher de olho na cadeira de Wilson Lima.

A vice do candidato a governador Eduardo Braga é Anne Moura, Secretária Nacional de Mulheres do PT.

Carol governadora

Já o  Partido Democrático Trabalhista (PDT) oficializou a candidatura de Carol Braz ao governo do Amazonas.

La Braz é defensora pública e ex-secretária de estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania.

A volta do Cabeção

Henrique, o "Cabeção", com José Melo em 2014: vice nunca mais

Henrique Oliveira, o Cabeção, retoma sua carreira política depois de ter sido cassado como vice-governador de José Melo, também cassado em 2017 por compra de votos na eleição de 2014.

E tome mulher

Bem a propósito, tem mais uma mulher na disputa política de 2022.

Henrique Oliveira foi o primeiro candidato a declarar quem escolheu para o cargo de vice.

Também é uma mulher”: a ex-deputada estadual Vera Lúcia Castelo Branco, ex-mulher do deputado federal Sabino Castelo Branco.

A volta de Castro

Lembram daquele deputado estadual eu quase toma, nas urnas, a cadeira do senador Eduardo Braga?

Pois é, Luiz Castro (este é seu nome) está de volta. Vai concorrer ao mesmo cargo  de senador pelo PDT.

Passou raspando

Na eleição de 2018, Luiz Castro (Rede) obteve 581.553 votos (17,66%) contra 607.286  (18,45%) de Eduardo Braga , que foi eleito senador raspando.

Lata velha

A Prefeitura de Manaus lançou nesta sexta-feira, 5/8, mais uma edição da operação “Sucata” que vem tirando das ruas carcaças de carros velhos e abandonados.

A prefeitura de Manaus começa a limpar a cidade das sucatas de carros velhos abandonados

Lata velha 2

Os carros removidos são levados ao parqueamento da prefeitura, no bairro Santa Etelvina, zona Norte.

O proprietário interessado em retirar o veículo deverá pagar pendências com impostos e multas, além das despesas com a remoção.

Denúncias sobre carros abandonados podem ser feitas pelo contato 0800 092 1188.

Então, tá!

Jair Bolsonaro (PL), a princípio, se recusou a ir até os estúdios da Rede Globo para  conceder a entrevista, pedindo que a conversa acontecesse em Brasília, no Planalto do Planalto. A Globo rejeitou a proposta e Bolsonaro, então recuou.

Sabatinada

TV Globo confirmou qual será a ordem das sabatinas com presidenciáveis no Jornal Nacional. Confira:

22/8 (seg) - Jair Bolsonaro (PL)
24/8 (qua) - Ciro Gomes (PDT)
25/8 (qui) - Luiz Inácio Lula da Silva (PT)
6/8 (sex) - Simone Tebet (MDB)

ÚLTIMA HORA

FHC assina Carta pela Democracia

Lula e Fernando Henrique: juntos no passado e no presente, na luta pela democracia

A chamada carta pela democracia, manifesto organizado pela Faculdade de Direito da USP que já conta com mais de 760 mil assinaturas, recebeu apoio de mais um ex-presidente da República, desta vez Fernando Henrique Cardoso, que comandou o País de 1995 até 2002. O ex-presidente declarou nesta sexta-feira, 5, que decidiu romper o silêncio devido à "gravidade" do momento, e que a hora é de "união" em defesa da democracia. "Como todos sabem, já há algum tempo, estou retirado da vida político-partidária", disse, em publicação divulgada em rede social da Fundação Fernando Henrique Cardoso. — Tomo a decisão, como cidadão, de assinar a Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito. A democracia, causa da minha vida, está ameaçada.", disse o ex-presidente.

Antes de FHC, o manifesto também havia sido assinado pela ex-presidente Dilma Rousseff na quarta-feira, 3. O texto é uma reação às investidas do presidente Jair Bolsonaro (PL) contra as urnas eletrônicas e o processo eleitoral brasileiro.

ORGULHO

Encontro de Bruacas: Ângela Leal e Isabel Teixeira viveram a mesma personagem de Pantanal, em versões diferentes

Isabel Teixeira, a Maria Bruaca de Pantanal da Globo, e Ângela Leal, que interpretou a mesma personagem na primeira versão da novela na extinta TV Manchete, se encontraram pela primeira vez pessoalmente. E foi tanta admiração e respeito, uma pelo trabalho da outra, que elas não contiveram as lágrimas. As atrizes, que já haviam conversando anteriormente pela internet, choraram de emoção no encontro ao vivo. O curioso é que, Maria Bruaca foi conquistando corações, ganhando destaque e também a admiração popular, apesar de não ser a personagem protagonista. Ela literalmente “roubou a cena”, como se diz, e se tornou a queridinha do Brasil. Isabel Teixeira e Ângela Leal se encontraram durante evento privado, neste fim de semana, que celebrou o aniversário da neta de Ângela, Júlia, de 8 anos, filha de Leandra Leal e de seu ex-marido Alê Youssef. O encontro foi registrado por Ângela, que postou o abraço carinhoso entre as duas no Instagram: “Nós, as Bruacas”, escreveu a atriz na legenda da foto.

VERGONHA

Ao formalizar sua candidatura a deputado estadual no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Fabrício Queiroz (PTB) , ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Assembleia do Rio, omitiu um apartamento no valor de R$ 356 mil. O imóvel, localizado no bairro da Taquara, zona Oeste da capital carioca, foi comprado em novembro de 2018. No registro divulgado pela Justiça Eleitoral, porém, não consta nenhum bem declarado em nome de Queiroz. O ex-assessor de Flávio chegou a cumprir prisão domiciliar, em meio às investigações pela suposta prática de rachadinhas no então gabinete do filho do presidente na Alerj.

Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes