Ir para o conteúdo

Dito & Feito: drogas e armas cruzam a fronteira do Amazonas em lanchas blindadas e submarinos

Comando Vermelho, PCC e milícias paramilitares disputam rota de tráfico no Estado

Charge de Mário Adolfo.

Que os rios do Amazonas são rotas do narcotráfico todos nós sabemos. Mas que agora as facções Comando Vermelho e PCC disputam com milícias paramilitares o controle das principais rotas nos rios amazônicos para transporte de drogas e armas para outras regiões do Brasil e o exterior é uma triste realidade, prova cabal que nossas fronteiras continuam abertas a tudo que não presta.

De acordo com o jornal O Globo, entre as rotas nos dez rios mais usados, a mais buscada é a que começa no Rio Solimões, no Amazonas, e vai até Barcarena (PA), onde está o grande porto brasileiro mais próximo dos Estados Unidos e da Europa. Para se ter uma ideia da quantidade de drogas que está escoando por lá – até em submarino –,  em 2023, foram apreendidas 14,2 toneladas de entorpecentes em embarcações no Amazonas e outras 3,9 toneladas no Pará. Agora imaginem o que a polícia não conseguiu pegar?

Lanchas blindadas

A fronteira do Amazonas com o Peru e a Colômbia — os dois maiores produtores de droga no mundo — torna inevitável que os entorpecentes passem pelo estado, em barcos ou lanchas até mesmo blindadas e adaptadas para utilizar armas pesadas contra policiais.

Submarino do crime

No Pará, há duas semanas, pescadores encontraram um submarino em São Caetano de Odivelas, no Nordeste do estado.

A Polícia Federal instaurou inquérito para apurar o caso; o segundo no Pará. Há suspeita de uso da embarcação para o tráfico de drogas.

*

A primeira apreensão do tipo foi em 2015, perto do município de Vigia, onde um semissubmersível de 17 metros era construído em um igarapé no rio Guajará-Miri. O veículo tinha capacidade de transportar uma carga de 20 toneladas.

Parada dura

Segundo publicou O Globo, o delegado da Polícia Civil do Amazonas, Bruno Fraga afirma que a apreensão em rios é dificultada pelas condições geográficas.

*

— A logística de ações táticas nos rios é bastante complicada, pela extensão deles. Os traficantes fazem a maior parte do transporte de madrugada, e a visibilidade é quase zero.

Prova de eficiência

A alta quantidade de apreensões é consequência da eficiência do trabalho dos investigadores — diz.

O boi na Globo?

A notícia ainda correndo de boca em boca, mas o prefeito de Parintins Bi Garcia (PSD) não confirma.

A prefeitura estaria fechando com a Rede Globo a transmissão do Festival Folclórico da ilha.

*

Isso estaria, inclusive,  sendo feito  com a anuência dos presidentes do bois Garantido e Caprichoso, que já teriam inclusive assinado um documento concordando com a negociação.

Parintins no BBB

De quebra os dois bumbás participariam de uma apresentação na casa do BB 2024, onde a cunhã-poranga Isabelle brilha e reluz.

Conversa pra boi dormir

No entanto, é necessário  que se diga que nada foi confirmado e pode até ser mais uma conversa pra boi dormir.

O portal Marioadolfo.com tentou entrar contato com o prefeito, mas não obteve resposta.

Chama o Dnit,de novo!

Incansavelmente, o deputado estadual Roberto Cidade (UB) está convocando mais uma vez – está deve ser a décima –, o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no Amazonas, Orlando Fanaia Machado.

*

A pressão é a mesma. O deputado quer que o Fanaia preste novos esclarecimentos quanto os prazos para conclusão das obras de reconstrução das pontes que colapsaram na BR-319, há cerca de um ano e meio.

Novela se arrasta

O assunto está virando piada.

Entra superintendente e sai superintendente, ninguém esclarece nada e a novela continua.

E olha que Cidade não refresca, a cada convocação ele dispara duras críticas ao Dnit, que parecem não surtir efeito.

*

— Os amazonenses são sujeitos a vários constrangimentos em razão do isolamento que sofrem por causa da BR-319. Intrafegável como está, ela gera cenas lamentáveis, com carros atolados, quebrados, pessoas que ficam horas presas na rodovia até conseguir seguir viagem.

Prometeu e não cumpriu

De acordo com o deputado presidente, a representação do Dnit no Estado não vem cumprindo com o acordado durante audiência pública realizada no ano passado, na Assembleia, de repassar informações periódicas quanto às obras de reconstrução das pontes sobre os rios Autaz Mirim e Curuçá.

Pacu mochileiro

No último fim de semana, cientistas foram surpreendidos com a presença de um Pacu, peixe nativo da Amazônia nas águas do Lago Garadice, localizado no interior da Irlanda, aproximadamente a 140 quilômetros de Dublin.

Mistério do peixe

Como o pacu chegou até lá é uma incógnita  até hoje. Só o que se sabe é que o peixe amazônico foi descoberto por Steve Clinch, um empresário, pescador e proprietário de uma pousada na região.

*

De acordo com informações da BBC, Clinch relata que o peixe foi encontrado sem vida às margens do lago.

Piadinha internacional

O questionamento dos biólogos irlandeses de como um pacu da Amazônia chegou á Irlanda logo virou piada internacional, relatada pela jornalista Cecília Malan, correspondente da Rede Globo em Londres:

— Ué, ele foi fazer intercâmbio!

ÚLTIMA HORA

"Bolsonaro sabe que fez caca”,  diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a dizer que Jair Bolsonaro (PL) tentou dar um golpe de Estado, e que o ato na Avenida Paulista no última dia 25 de fevereiro mostra que o ex-presidente tinha ciência disso, de que “fez burrice”. As declarações foram dadas durante a 4ª Conferência Nacional de Cultura, em Brasília (DF), nesta segunda-feira (4).

—  Teve um ato no domingo passado. Aquele ato o que é que era? Aquele ato é de um cidadão que sabe que fez caca, que sabe que fez uma burrice, que sabe que tentou dar um golpe, que ele vai para a Justiça, que sabe que ele vai ser julgado e, se ele for julgado, ele pode ser preso e ele está tentando escapar – disse o petista.

*

Para Lula, está bem claro que Jair  preparou um golpe.

—  Ele estava tentando imaginar como é que ele ia fazer para não deixar o presidente eleito tomar posse – afirmou o presidente em relação à reclusão de Bolsonaro logo após o resultado das urnas.

– Eu acho que ele se borrou de medo e resolveu ir embora para os Estados Unidos para não ver a posse.

ORGULHO

Um grupo de pesquisadores inicia nesta terça-feira (20) expedição para buscar no fundo do Rio Negro, no Amazonas, em igarapés e outros ambientes na região, espécies pertencentes à ordem dos Gymnotiformes, conhecidos como peixes-elétricos. Além de identificar novas espécies, os pesquisadores pretendem contribuir para a conscientização e preservação da biodiversidade local.

A expedição é parte do projeto Diversidade e Evolução de Gymnotiformes, que existe desde 2017 e é coordenado por Naercio Menezes, professor do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo (MZ-USP). Ao longo desses anos, um dos resultados foi a descoberta e descrição de duas espécies de poraquê, em 2019.

— Em uma das coletas efetuadas, um dos nossos pesquisadores descobriu duas espécies novas, uma das quais produz através do órgão elétrico 650 volts, o suficiente para derrubar uma pessoa, vamos dizer assim. Essa descoberta provocou uma repercussão muito grande –, contou Menezes, ao relatar que o feito foi publicado pelo jornal New York Times.

VERGONHA

Um homem acusou Tiririca de cometer importunação sexual e registrou um boletim de ocorrência. O portal Notícias da TV informou que teve acesso ao documento e que o denunciante é um prestador de serviços na Vila Olímpia, na zona sul de São Paulo. O cidadão alega que se encontrava na portaria de um edifício quando teria sido surpreendido por uma ‘dedada’ nas nádegas. Ele alega que Tiririca é o autor da ‘dedada’ e optou por fazer a denúncia contra o deputado federal. José Marcos Lima Correia alega que a situação ocorreu na quinta-feira, dia 29 de fevereiro e que se sentiu constrangido. Ele esteve na delegacia somente nesta última segunda-feira, dia 5, após conversar com sua advogada.

Publicidade TCE
Publicidade CIESA
Publicidade UEA

Mais Recentes