Ir para o conteúdo

Dito & Feito - Lula fica 'muito puto' quando atacam Janja

Presidente diz que nunca falou da mulher de um presidente, de um deputado ou de um vereador. “Eu acho que é uma canalhice a pessoa que faz isso”

Janja e Lula - Charge de Mário Adolfo

Podem até existir as pessoas que não aceitem o desabafo do presidente Luiz Inácio lula da Silva, mas ele está certo. Em sua live semanal, o presidente disse nesta terça-feira (19) que fica “puto” com os ataques dirigidos à primeira-dama, Janja da Silva, nas redes sociais.

Janja foi alvo de um ataque hacker na semana passada, quando teve invadida sua conta na plataforma X (ex-Twitter). Acompanhando Lula no Conversa com o Presidente, a primeira-dama anunciou que vai processar a plataforma de Elon Musk. Na ocasião, os ataques misóginos só foram retirados após mais de uma hora e meia no ar.

— Eu às vezes fico puto da vida com as pessoas que atacam ela pela internet. Eu fico puto porque nunca falei da mulher de um presidente, de um deputado, de um vereador, eu acho que é uma canalhice a pessoa que faz isso –, afirmou Lula. “As pessoas estão virando desumanas”, emendou.

Acima da Lei

A primeira-dama participou, nesta terça-feira, do programa semanal Conversa com Presidente e, na oportunidade, cobrou a responsabilização das mídias por ataques nas redes sociais. Segundo Janja, essas plataformas digitais têm agido como se estivessem acima da lei.

Enriquecendo Musk

Janja disse que às vezes fica imaginando: Ele, que sou uma pessoa pública, foi tão difícil que o Twitter derrubasse e congelasse sua conta, imagina com um simples mortal.

— Demorou uma hora e meia. Por uma hora e meia, o seu Elon Musk ficou muito mais milionário com aquele ataque –, lembrou Janja.

Madeira de dar em doido

Quase 400 mil hectares de floresta foram explorados para extração de madeira na Amazônia entre agosto de 2021 e julho de 2022, sendo mais de 1/4 de forma ilegal.

Aponta o mapeamento realizado pelo Sistema de Monitoramento da Exploração Madeireira (Simex).

*

A rede composta pelas ONGs Imazon, Idesam, Imaflora e Instituto Centro de Vida –,  divulgados na última quarta (13).

Mato Grosso envergonha

Pelo segundo ano consecutivo, o estado de Mato Grosso é o líder isolado na exploração, com 65,8% do total.

Amazonas dramático

O aumento mais dramático ocorreu no Amazonas, onde a exploração mais que triplicou.

De pouco menos de 15 mil hectares para mais de 50 mil, um aumento de 236,9%.

Acre também

Outro estado com grande aumento foi o Acre, mais do que dobrando sua estatística de 10 mil para 25 mil hectares de floresta utilizados para extração madeireira.

*

Além deles, Roraima (32,8%) e Rondônia (13,9%) também viram um aumento na área total de floresta extraída.

Defensor de terrorista

É uma vergonha o projeto de lei apresentado pelo senador-general  Hamilton Mourão (Republicanos-RS) anistia condenados de depredar as sedes dos Três Poderes em Brasília no dia 8 de janeiro deste ano.

*

Principalmente sabendo que vem de um general que, por pertencer á uma instituição como o Exército Brasileiro deveria se posicionar contra práticas terroristas.

Honre a farda, general!

Morão deve só nessa.

Porque com certeza os generais do bem, que respeitam a farda que vestem e a redemocratização do país depois da ditadura que se instalou em 1964, não apoiam essa atitude de Mourão em defender terrorista.

Sonhar não custa nada

Mega da Virada, concurso especial realizado pela Caixa Econômica Federal, terá um prêmio estimado de R$ 570 milhões na edição de 2023.

Esse valor histórico pode aumentar ainda mais conforme a demanda cresce.

Chance de ganhar

A chance de ganhar a bolada com uma aposta simples é uma em 50 milhões.

Diferentemente dos demais concursos, o prêmio principal da Mega da Virada não acumula.

*

Caso não haja acerto das seis dezenas, o valor será dividido entre os acertadores da próxima faixa, que é de cinco acertos, e assim sucessivamente.

Quanto custa

O bilhete simples custa R$ 5, enquanto os bolões têm preços a partir de R$ 15.

O sorteio será realizado em 31 de dezembro, às 20h.

Natal em cana

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), deve baixar um indulto de Natal com uma regra que proíbe que condenados pelos atos de 8 de janeiro recebam o benefício.

*

A medida vai barrar pessoas que cometeram crimes contra o Estado Democrático de Direito, informa Carolina Brígido, do portal UOL.

.

Tá com pena?

Indulto é o perdão da pena.

Outros grupos também não devem ter direito ao mecanismo, como integrantes de facções criminosas, condenados por crimes hediondos, tortura, terrorismo, violência contra mulher e outros.

Vai ou não vai

Datena é apresentador de TV, mas nos períodos pré-eleitorais ele veste a capa de “político”.

Só que é aquele político do “vai mas não vai”.

*

Nesta terça-feira (19), o apresentador se filiou ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), garantindo que “ agora vai”.

Juntos e enrolados

A  intenção do PSB é  reforçar uma chapa com Tabata e Datena.

Só que isso  ocorre no momento em que o presidente Lula também se articula para bancar a candidatura do deputado Guilherme Boulos (PSOL-SP) à prefeitura de São Paulo.

O povo quer saber

O vice-presidente, Geraldo Alckmin, ´ex-tucano, hoje pertence ao  PSB.

E agora, Alckmin vai rachar com Lula?

ÚLTIMA HORA

ALERTA LARANJA –  Se prepare para chuvas torrenciais. Amazonas tem alerta para ventos de até 100 km/h

O Amazonas está em alerta amarelo e laranja para chuvas intensas para os próximos dias, de acordo com Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Outros cinco estados estão sob o mesmo aviso: Maranhão, Mato Grosso, Pará, Ceará e Piauí.

De acordo com a Defesa Civil do Estado, o alerta tem validade até a manhã desta terça-feira (19). A previsão é de chuva de até 60 milímetros (mm) por hora ou de até 50 e 100 mm por dia. Os  ventos devem ter intensidade de até 100 km/h. Há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

*

Todos os 62 municípios amazonenses estão em situação de emergência, ainda em recuperação dos efeitos da seca. Segundo dados da Defesa Civil, o Amazonas tem 599 mil pessoas afetadas até o momento pela seca severa, ou 150 mil famílias. Ao todo, dezenove estados estão em alerta amarelo para chuvas intensas.

ORGULHO

Palaphita: restaurante com pegada amazônica faz sucesso em Portugal

Veja só que grande sacada desse brasileiro. Mário de Andrade  Ele vem fazendo sucesso com um restaurante inspirado na Amazônia, mas instalado do outro lado do oceano, em Portugal. A casa fica dentro de um bosque na vila de Cascais, em Lisboa. O  Palaphita aproveita a fauna do local como parte da arquitetura. O restaurante é todo sustentável, usa materiais regeneráveis e serve pratos inspirados na cozinha amazônica, com um toque de ingredientes portugueses.

— Quando eu abri o primeiro Palaphita há 20 anos, eu falava de sustentabilidade. Hoje penso na regeneração –, disse Mário de Andrade, dono do empreendimento.


VERGONHA

Briga de bolsonaristas: Gilvan peita Mourão e os dois quase se atracavam

O senador Hamilton Mourão (Republicanos-RS) e o deputado Gilvan da Federal (PL-ES), ambos bolsonaristas, por pouco não saíram no tapa. Eles tiveram uma discussão no plenário da Câmara dos Deputados, na tarde desta terça-feira (19/12). Seguranças da Casa precisaram separá-los. O motivo do arranca rabo foi o abraço que Mourão deu no ministro da Justiça, Flávio Dino, durante a sabatina para a vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), na semana passada. Na ocasião, Gilvan divulgou um vídeo criticando o senador por ter falado com Dino. "Não podemos aceitar que, em momentos como a sabatina do comunista Flávio Dino ontem, tenhamos senadores que se elegeram na direita e na hora de votar se ajoelham para esquerda. Precisamos de senadores corajosos. Precisamos de enfrentamento firme aos comunistas", declarou Gilvan.

— Você acha que eu tenho medo de você porque é General? – perguntou o deputado Gilvan da Federal.

— Aqui é braço!- respondeu Mourão e partiu pra cima.

A turma do “deixa disso” entrou para desapartar.

Publicidade TCE
Publicidade UEA
Publicidade CMM

Mais Recentes