Ir para o conteúdo

Dito & Feito: OURO DA AMAZÔNIA É EXPLORADO DE FORMA CRIMINOSA

Áreas maiores do que Serra Pelada estão sendo exploradas ilegalmente

Charge de Mario Adolfo

Por falta de fiscalização pela Agência Nacional de Mineração (ANM) aumenta o número de irregularidades, megas-áreas  ricas em ouro estão sendo exploradas na Amazônia, na maior “cara de pau”.

Algumas dessas áreas exploradas ilegalmente superam o tamanho de grandes capitais brasileiras. Para se ter uma ideia, existem casos onde uma pessoa conseguiu autorização para explorar 8 mil hectares, área maior do que a “infame” Serra Pelada. Já uma cooperativa acumula mais de 200 mil ha, área superior ao tamanho da capital paulista, o que a colocaria como a terceira maior mineradora do país, atrás apenas da Vale e da CBA.

O crime vem sendo facilitado por lacunas na legislação e na fiscalização das atividades de mineração na Amazônia, que  permitiram a exploração de vastas áreas para retirada ilegal de ouro nos últimos anos. Segundo levantamento feito pela  Folha, com base em registros ativos da Agência Nacional de Mineração (ANM), cooperativas e empresários estão driblando as regras do setor para criar mega-áreas de exploração comparáveis ao território de grandes capitais, como São Paulo.

Mamata na floresta

As regras atuais restringem os direitos de exploração a pessoas físicas a até cinco garimpos, cada um com até 50 hectares.

No caso de pessoas jurídicas, esse limite sobe para 10 mil ha. No entanto, o levantamento identificou casos em que os registros indicam áreas muito maiores do que esses limites.

Herança bolsonarista

A falta de fiscalização é o principal fator que explica essa situação absurda.

A ANM passou por um processo de sucateamento na última década, intensificado na gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Chamem o Lula!

Hoje, mesmo com a mudança de governo, a escassez de recursos e de pessoal para fiscalizar a exploração mineral impede ações mais efetivas contra os megagarimpos.

O governo lula te que rever isso, com urgência.

Velha guarda

O deputado federal Amom Mandel (Cidadania) vem batendo na mesma tecla ao repetir que os outros pré-candidatos a prefeito de Manaus, quase da mesma idade,  são filhotes da “velha” política.

*

— Políticos que são mais velhos já ocuparam vários cargos e causaram o abandono da capital amazonense em relação, por exemplo, à segurança pública e à despoluição dos igarapés –, alfinetou Amom.

Conversa fiada

Diante das estocadas de Mandel, o também pré-candidato Marcelo Ramos (PT)  não ficou calado.

Para o petista, o discurso do “jovem deputado” é velho.

Eu acho que já ouvi essa conversa. Manaus já caiu nessa conversa duas vezes, com Wilson Lima e David Almeida. Vamos cair de novo? Ou é melhor refletir sobre isso? –, rebateu Marcelo.

Envelhecimento precoce

O pré-candidato do PT disse mais.

Segundo ele, não basta ser velho ou ser novo.

A questão é o que você fez e o que você pode fazer por Manaus. Tem gente  que envelhece muito cedo –, disse Marcelo Ramos.

Bate e rebate

Parece que os pré-candidatos a prefeito de Manaus estão  tirando o prefeito David Almeida (Avante) do alvo e mirando na  metralhadora na direção do deputado Amom Mandel (Cidadania), em segundo lugar na corrida eleitoral.

A ideia é responder a todos os ataques do deputado.

*

É o caso do pré-candidato do pré-candidato a prefeito de Manaus, Wilker Barreto (Mobiliza), que também, nesta semana,  soltou um vídeo chamando Amom pro pau.

Renuncia eu, ou renuncia tu

Em sua fala, Wilker desafiou Amom a 5 minutinhos de debate aberto, prometendo provar que o deputado federal é “candidato do sistema”.

*

—  Se eu conseguir provar, tu renuncia à candidatura. Se eu não conseguir provar, eu que renuncio. Mais uma vez te desafio, eu não sei até quando você vai se esconder! – , cutucou Wilker.

Não briga pra baixo

Sodada pela coluna D&F, a  assessoria de Amom Mandel respondeu que vai silenciar sobre a provocação de Wilker.

— A gente só briga pra cima. Brigar pra baixo não dá! – respondeu a assessoria de imprensa do pré-candidato.

Alemão cutuca David

O vereador William Alemão (Cidadania) voltou a cobrar o repasse de emendas parlamentares ao Instituto de Assistência Social, Saúde e Educação (Iasse), que está engavetado,       ‘pela Prefeitura de Manaus.

*

O atraso no pagamento das duas emendas impositivas que beneficiam a instituição, de autoria do parlamentar, já havia sido denunciado por ele neste mês.

Alguns silenciam...

Enquanto boa parte dos vereadores que  silencia diante do que vem sofrendo o  IASSE, localizado no bairro Nova Cidade, Alemão insiste.

E não é a primeira vez que ele cobra a prefeitura.

... Só ele arregaça!

No dia  6 de maio , Alemão já havia denunciado  a rejeição por parte do Executivo municipal das duas emendas que beneficia 80 crianças autistas, além de 480 estudantes da rede pública de ensino.

*

— A administração pública simplesmente não enxerga, ou por uma perseguição, coloca de lado algumas instituições que precisam de dinheiro para continuar fazendo o trabalho social –, disse o parlamentar.

Datena ao vivo de cuecas

Já vimos esse filme: Datena já perdeu uma aposta na Copa do Mundo e apresentou o programa de cueca

Em edição do Brasil Urgente nesta quinta-feira (30), José Luiz Datena prometeu apresentar o programa de cueca se o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump for preso. A afirmação foi feita durante reportagem sobre o julgamento do republicano envolvendo fraude fiscal.

*

– Se o cara for preso, que eu acho que é mais fácil chover farofa na Groelândia, eu apresento o programa de cueca como [foi no caso] do Brasil x Alemanha.

Duvido muito!

Nesta quinta-feira (30), Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos, foi condenado em todas as acusações por um júri de 12 jurados em Manhattan, tornando-se o primeiro ex-presidente norte-americano a ser condenado em acusações criminais.

*

— Duvido que esse cara, com esse dinheiro todo, ex-presidente americano, [com] chance de ser reeleito, duvido que, apesar do crime grave do qual ele é acusado, ele seja preso. Lá, como cá, só muda a fronteira – comentou o comunicador

ÚLTIMA HORA

PESQUISA APONTA – Um em cada três brasileiros entre os mais pobres deixam de comprar comida para pagar luz

Uma pesquisa inédita do Instituto Pólis, publicada na coluna de Mônica Bergamo, na Folha,   aponta que 36% das famílias brasileiras gastam metade ou mais da metade de sua renda mensal para pagar as contas de luz e de gás.

O estudo ainda mostra que, entre a população mais pobre que tem renda familiar de até um salário mínimo e que faz parte da classe D/E, 30% deixam de comprar alimentos básicos como arroz, feijão, café e açúcar –,  ou então reduzem o consumo desses itens— para poder quitar os gastos com energia elétrica.

Se considerado apenas esse grupo socialmente mais vulnerável, 6 a cada 10 famílias ainda afirmam que a conta de luz de sua residência está atrasada. No cenário geral, 35% afirmam que decidiram reduzir ou deixar de comprar alimentos básicos e bens de consumo, como roupas e eletroeletrônicos, para conseguir pagar a conta de luz.

*

E 50% das famílias afirmam que, caso houvesse uma redução na tarifa, usariam a verba excedente para comer.

O gasto com eletricidade exerce menos pressão sobre a renda familiar daqueles que ganham acima de cinco salários mínimos. Dos entrevistados do segmento, apenas 16% dizem ter metade ou mais da metade de sua renda comprometida com a despesa. Já entre quem recebe até um salário mínimo esse índice chega a 53%.

ORGULHO

Zuleide Machado Rosa, mais conhecida na internet como Vovó Oxigenada, usa as plataformas digitais para alertar os jovens sobre os prejuízos do cigarro à saúde. Após fumar por 60 anos, a idosa de Joinville possui apenas 30% do pulmões.

— Não façam o que a vovó fez, não acabem com a vida de vocês.

Fumante dos 12 aos 70 anos, dona Zuleide desenvolveu um enfisema pulmonar, conhecido também como Dpoc (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica).

—Eu fiquei sete dias dada como morta, até o meu próprio enterro foi contratado –, conta.

A vovó relembra que o médico afirmou à família que ela iria ‘vegetar’. Quando acordou, porém, ela decidiu uma nova missão de vida.

— Eu determinei que eu não ia fazer isso, que eu ia levantar dali e ia mostrar para o mundo o que me colocou nessa situação, que era o cigarro –, relata.

VERGONHA

Um empreendimento no litoral nordestino, que tem como um dos sócios o jogador de futebol Neymar Jr., pode ser impactado pelas discussões sobre a possível privatização de praias no Brasil, segundo o Metrópoles. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 3/2022, que abre caminho para a privatização de áreas litorâneas, voltou a ser analisada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, gerando polêmica e preocupação entre ambientalistas.

O empreendimento, liderado pela incorporadora Due, abrange a construção de 28 imóveis de alto padrão entre os litorais sul de Pernambuco e norte de Alagoas e tem um faturamento estimado em R$ 7,5 bilhões. Em um vídeo publicado em suas redes sociais, Neymar Jr. declarou seu entusiasmo pelo projeto: “Estou junto com a Due na criação da rota Due Caribe Brasileiro. Vamos transformar o litoral nordestino e trazer muito desenvolvimento social e econômico para a região. Em breve, mais novidades".

OUTRAS PALAVRAS

“Se em um dia de tristezas, tiveres de escolher entre o mundo e o amor... escolhas o amor, e com ele conquiste o mundo!”, Albert Einstein
Publicidade ENEVA
Publicidade ATEM
Publicidade TCE
Publicidade BEMOL
Publicidade UEA

Mais Recentes